TURISMO: Pool Villas, uma experiência para férias inesquecíveis na Bahia

Imagem
Tivoli Ecoresort Praia do Forte eleva o conceito de hospedagem com suas exclusivas Pool Villas em uma jornada única em meio à natureza e sofisticação  . Foto: Divulgação    Pool Villas Tivoli Ecoresort Praia do Forte O Tivoli Ecoresort Praia do Forte, eleito Melhor Resort de Praia da América do Sul pela World Travel Awards, oferece uma opção de hospedagem única e inesquecível: as Pool Villas. São casas de alto padrão, construídas com materiais sustentáveis, que combinam conforto, privacidade, serviços personalizados aos hóspedes e integração com a deslumbrante natureza da Bahia.   Com apenas 6 unidades, cada Pool Villa conta com três suítes no térreo, com banheiros projetados para proporcionar uma vista panorâmica do exuberante paisagismo exterior. A área social, localizada no piso superior, inclui uma espaçosa sala de estar com ventilação natural, cozinha e uma piscina privativa. Com 320m² de muito conforto, as Pool Villas são construídas com materiais que minimizam o impa

SAÚDE: Artrose severa, entenda como a medicina robótica tem auxiliado a contornar os casos mais graves da doença no Brasil


Técnicas e soluções inovadoras se consolidam no país ao permitir cirurgias mais precisas e menos traumáticas aos pacientes direcionados à substituição da articulação do joelho por próteses ortopédicas


Considerada uma das doenças mais incapacitantes aos seres humanos, principalmente pelo fato de atingir articulações importantes como as do joelho e dificultar a locomoção, a artrose acontece em virtude da degeneração das cartilagens presentes entre as extremidades ósseas. Seu avanço se torna nítido, pois comumente vem acompanhado de fortes dores, inchaço, rigidez nas regiões afetadas e impossibilidade de realizar até mesmo as atividades mais comuns do dia a dia. De acordo com os últimos dados divulgados pelo Ministério da Saúde, em 2015 já havia 15 milhões de brasileiros acometidos pela doença – números que se expandem, no decorrer dos anos, por conta do envelhecimento da população, condições e hábitos de vida prejudiciais à saúde.  


Causas

Assim como outras doenças, a artrose não é causada por um fator único. Em casos primários, ela é identificada em pacientes idosos, à medida que a articulação também envelhece. Já a artrose secundária é motivada por outros fatores como obesidade e excesso de exercícios físicos de alto impacto e repetitivos, que levam ao desgaste precoce da articulação do joelho. O gênero também influencia na incidência dos casos, sendo as mulheres as mais atingidas, especialmente, pela diminuição do hormônio estrogênio na fase da menopausa. Fatores hereditários, tabagismo, deformidades ósseas e algumas doenças como diabetes, gota e hipotireoidismo aumentam a predisposição à artrose.   


A inovação nos tratamentos

Em estágios iniciais, os tratamentos paliativos costumam ser aplicados a esses pacientes. Medidas como o uso de medicamentos que aliviam os sintomas (anti-inflamatórios, analgésicos, pomadas e infiltrações), a realização de fisioterapia (com recursos térmicos, aparelhos e exercícios), o repouso e a perda de peso podem auxiliar no convívio com o problema, durante os primeiros anos.  
 
Em casos avançados, ou severos, a única alternativa para contornar a doença é a cirurgia de substituição da articulação por próteses ortopédicas. A boa notícia é que com o advento da robótica, esses procedimentos estão cada vez mais precisos, menos traumáticos, requerem menor uso de medicamentos e a recuperação desses pacientes tornou-se muito mais rápida e menos dolorosa.   


 
Mais de 1500 cirurgias realizadas em dois anos

Trazido ao Brasil pela Zimmer Biomet, líder mundial em saúde musculoesquelética, o robô ROSA® Knee System, já ultrapassou o marco de mais de 1500 cirurgias realizadas, em um curto espaço de dois anos. Composto por um sistema integrado, específico para cirurgias de substituição do joelho por próteses ortopédicas, a plataforma já está disponível em 18 hospitais, de 8 estados e 10 diferentes cidades do país, em localidades como São Paulo (capital e São José do Rio Preto), Rio de Janeiro (capital), Bahia (Salvador), Pernambuco (Recife), Minas Gerais (Belo Horizonte), Paraná (Curitiba e Londrina, a primeira cidade não capital a receber a tecnologia), Distrito Federal (Brasília) e Rio Grande do Sul (Porto Alegre). 

"Entendemos que para a expansão dessa tecnologia, precisamos de médicos especialistas que saibam operar com o apoio de robôs como o ROSA. Para atingir nosso compromisso de saúde estabelecido com os pacientes do Brasil, seguimos investindo em programas que capacitem esses profissionais, pois, desta forma, a robótica poderá estar presente em cada vez mais localidades do país. Já treinamos e certificamos aproximadamente 200 médicos ortopedistas para que estejam aptos a operar com o auxílio da plataforma e devolver a mobilidade a milhares de brasileiros", declara Leonardo Moraes, gerente geral da Zimmer Biomet no Brasil
 


Por @oblogueirooficial



SIGA NAS REDES SOCIAIS



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE



MAIS ACESSADAS:

Tecnologia excludente

TECNOLOGIA: Modernização tecnológica contribui para sustentabilidade e melhora imagem de empresa para clientes e investidores

LITERATURA: Existe relacionamento perfeito?

NEGÓCIOS: Agrishow 2023

BELEZA: Especialista analisa os procedimentos estéticos dos participantes do BBB 23 "Exagerou"

Literatura empodera mulheres

NEGÓCIOS: Concretizando internacionalização, Agrotools anuncia diretor de operações na América do Norte

DECORAÇÃO: Design Dopamina

ENTRETENIMENTO: NFT.Brasil