MODA: Na reta final da Semana de Moda de Milão, Silvia Braz brilha em entrevista com Carol Trentini

Imagem
Em meio a tantos Além de brilhar em desfile da Gucci, Ferragamo e Dolce & Gabbana, Silvia Braz encontrou formas divertidas de transmitir ao público os insights dos shows das principais grifes da temporada     Vem chegando ao fim a Semana de Moda de Milão e a agenda da comunicadora Silvia Braz deixou seus fãs e seguidores admirados com a disposição, alegria e bom humor em transmitir ao público os insights dos shows das principais grifes da temporada. Este ano Silvia inovou ao entrevistar a modelo brasileira Carol Trentini ( carolinetrentini ). Ao receber a estrela, que completa 20 anos de carreira, contaram causos que deixaram o público chocado tanto com as histórias, quanto com a dinâmica e força das duas personalidades juntas, ambas peças chave da comunicação de moda no Brasil. A chuva de comentários como "Gente, amo ver mulheres lindas inteligentes e de garra", "Duas mães e mulheres incríveis: Carol e Silvia são gente como a gente", incenti

NEGÓCIOS: 4 dicas para trabalhar como deve em uma empresa no exterior estando no Brasil

.

*Ráfagan Abreu, CTO do transferbank


O avanço tecnológico constante tem aumentado a demanda para diversas áreas profissionais globalmente, mas uma delas, sem dúvidas, é o centro de todas as atenções: a programação. Com isso, muitos desenvolvedores não olham só para o mercado brasileiro, e sim para o mundo inteiro, que está recheado de oportunidades de emprego muitas vezes mais atrativas do que aquelas oferecidas no território nacional. 

Ou seja, trabalhar como dev para uma empresa de outro país morando no Brasil é uma meta completamente alcançável nos dias atuais. Por outro lado, esse objetivo não deixa de ser ambicioso e, tratando-se de um passo importante na carreira, é fundamental que o especialista tech em questão dê alguns passos específicos, garantindo que tudo saia conforme o planejado.

São eles:

 

  • Ter familiaridade com outros idiomas e culturas

 

Trabalhar para uma empresa no exterior significa lidar com pessoas de diferentes nacionalidades e culturas diversas. Por isso, o desenvolvedor precisará aplicar os seus conhecimentos técnicos em outros idiomas, e também construir uma rotina que ultrapasse os costumes brasileiros.

No caso dos devs, as principais oportunidades estão nos Estados Unidos e em países europeus, tanto pela necessidade de fortalecerem os seus times com mão de obra qualificada, quanto por estarem na linha de frente da tecnologia e da economia mundial - aqui, estamos falando das moedas mais fortes do planeta, o dólar e o euro. Então, possuir, no mínimo, um nível médio de inglês contribui para a conquista da vaga.

 

  • Currículo: pensar em habilidades, mas também nas vagas

 

Normalmente as vagas para o setor tech no exterior estão referenciando tecnologias e não habilidades técnicas, como conhecimento de algoritmos específicos ou estratégias avançadas de programação. Entender sobre ferramentas importantes, como as linguagens JavaScript e Python, é o que fará você conquistar o emprego.

Não à toa, essas oportunidades tendem a ser menos estressantes e pagam mais, demonstrando que o desafio é mais focado e a companhia está organizada. Assim, o eixo do programador deve ser em ressaltar competências tecnológicas específicas e associadas às necessidades do contratante, ao invés de montar um currículo que elenque uma série de skills generalizadas.

 

  • Ter os equipamentos necessários para trabalhar remotamente

 

O home office implica que o equipamento número um do profissional seja o Wi-Fi e, no caso dos programadores, com um excepcional provedor de internet. Além de funções práticas, qualquer reunião que a pessoa fará será online, então é impossível não ter uma boa conexão.

Dentro dessa lógica, também não há como não ter um computador de qualidade, como um MacBook. É um item aliado para a produtividade do dev, visto que um terço da rotina, em teoria, será em frente à tela. E, quanto mais reforços relacionados ao ambiente digital o desenvolvedor tiver, como bons microfones e webcams, menos dores de cabeça surgirão.

 

  • Saber qual é o estilo de contratação da empresa

 

Buscar uma chance de trabalhar como dev em outro país com certeza trará alguns imprevistos, mas não deve ser um caminho feito às cegas. Todas as dúvidas do candidato precisam ser sanadas durante o processo seletivo, de modo que ele saiba exatamente detalhes como salário, carga horária, projetos os quais fará parte, dentre outros fatores. 

Inclusive, esse é um conhecimento necessário não só pelo motivo da transparência, mas por questões burocráticas. Por exemplo, se a empresa exigir um deslocamento ocasional, o passaporte deve estar em dia. Ou, se tratando de finanças, o profissional precisará correr atrás de uma plataforma para receber os pagamentos da moeda estrangeira na conta do Brasil em reais, de modo a trazer o dinheiro de maneira 100% legalizada e transparente.

Vale a pena seguir esse caminho?

Antigamente, para se tornar um desenvolvedor, a pessoa teria que investir uma enorme quantidade de dinheiro em equipamentos e tempo de estudo para se limitar a um mercado nichado. Com o home office e o avanço da tecnologia, tudo isso mudou e as oportunidades em empresas internacionais comprovam essa realidade.

Salários pagos com as moedas mais fortes do mundo, a chance de garantir uma gestão de tempo adequada e o acesso a conhecimentos e pessoas de todo o planeta são apenas alguns pontos que mostram como trabalhar para companhias no exterior é uma ótima decisão. Portanto, a resposta definitivamente é sim.

*Ráfagan Abreu é CTO do transferbank, uma das principais soluções de pagamentos e recebimentos internacionais do Brasil.



CLIQUE AQUI E FALE COMIGO PARA DIVULGAR SEU PERFIL DAS REDES SOCIAIS, SEU TRABALHO OU SEU NEGÓCIO E FAÇA PARTE DA MAIOR REDE DE DIVULGAÇÃO NA INTERNET !

VEJA TAMBÉM:

MODA: Podyh AW24

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

MODA: Lela Brandão Co. lança coleção com foco no protagonismo trans

NEGÓCIOS: Minha Loja Jequiti, crie sua loja no site e comece a ganhar dinheiro na internet

NEGÓCIOS: Dia Internacional de Mulher, Dádiva une 26 cervejarias no projeto "Criado por Elas, Liderado por Elas"

CARNAVAL 2024: Marina Ruy Barbosa e Sheron Menezzes brilham na Sapucaí, no desfile das campeãs, a convite de Stella Pure Gold

BELEZA: Mari Gonzalez aparece ruiva na Sapucaí

MODA: Red is the new pink … da cabeça aos pés !

NEGÓCIOS: DPaschoal presente no 28º Show Tecnológico Copercampos

NEGÓCIOS: Habib’s provoca concorrência com lançamento da Pizza Hab