Segunda edição do Salão Literário Infantojuvenil Brasil-Alemanha acontece em maio

Imagem
A i-Lit (Fórum Literário Internacional), em parceria com as editoras Ogro, Girabrasil, Razamba, Fafalag, Gratitude, o estúdio Illustralabor e o Clube do Livro Muenster, vai realizar o 2º Salão Literário Infantojuvenil Brasil-Alemanha, nos dias 4 e 5 de maio de 2024, em Offenbach am Main, na Alemanha.   Para isso acontecer, o evento está recebendo apoio institucional do Consulado-Geral do Brasil em Frankfurt, da Prefeitura de Offenbach, da Der Paritätische (organização não governamental alemã que atua na área social), do Instituto Guimarães Rosa e do Instituto F.I.Z. e.V.   Este segundo Salão proporcionará atividades interativas gratuitas para jovens leitores alemães e para a comunidade brasileira local, e também irá reforçar a riqueza e a diversidade na literatura, atraindo participantes de diversas nacionalidades.   Para Andréia Oliveira Amthor, agente literária e fundadora da i-Lit, o retorno do Salão Literário demonstra que o evento foi bem recebido pelas autoridades

Incontinência urinária: por que o tema é um tabu para homens?

A condição afeta 15% dos homens com mais de 60 anos e, ainda assim, é pouco falada na sociedade. Foto: Divulgação


 

Cerca de 1 em cada 4 homens, entre 40 e 79 anos de idade, relataram experimentar algum tipo de incontinência urinária, segundo estudo realizado pela Universidade de Michigan. Essa condição, pouco falada no meio masculino, e ainda considerada um tabu, pode afetar cerca de 5% dos homens com menos de 65 anos e cerca de 15% dos homens com mais de 60 anos, de acordo com a Sociedade Internacional de Continência (ICS).
 

Pensando em quebrar o tabu com relação à incontinência urinária, a Pantys - primeira marca de calcinhas absorventes sustentável do Brasil e única clinicamente testada no mundo - amplia seu portfólio de produtos e passa a atender o público masculino que possui a disfunção. No Dia Internacional da Incontinência Urinária, 14 de março, a marca lança sua Cueca Dry, após diversos pedidos da comunidade, que foi desenvolvida com a tecnologia de maior absorção do mercado e feita com tecidos confortáveis e de fácil secagem.

 

A incontinência urinária é caracterizada pela perda involuntária de urina, devido à diminuição da tonicidade muscular na área pélvica ou como resultado de danos no esfíncter (músculo que controla a abertura e o fechamento de um determinado orifício), que comprometem o controle da micção (ato de expelir urina). Essa condição não é considerada uma doença, e, sim, um sinal de disfunção, podendo ser categorizada em quatro tipos, segundo o médico urologista Dr. Giuliano Aita:

 

  • Incontinência urinária de esforço: perda de urina associada a algum esforço físico, que pode ser de leve intensidade (como caminhar ou levantar-se) ou de forte intensidade (como tossir ou espirar);
  • Incontinência urinária por urgência: também conhecida como incontinência urinária por bexiga hiperativa, ocorre quando a urgência de urinar é muito forte e, muitas vezes, o paciente não consegue chegar até o banheiro;
  • Incontinência urinária mista: associa dois tipos de incontinência urinária, a de esforço e a de urgência. Assim como nas demais, sua característica é a incapacidade de controlar a perda involuntária de xixi pela uretra. A diferença é o fato de que esse escape pode ser causado tanto por esforço como por urgência, sem que a pessoa consiga chegar ao banheiro a tempo;
  • Incontinência urinária por transbordamento: ocorre quando o xixi é segurado por tempo exagerado ou quando há uma obstrução à saída da urina, de forma que a bexiga não é esvaziada por longos períodos, então ela transborda.


O desenvolvimento de sua causa pode estar atrelado a outras doenças subjacentes, como cirurgia e problemas de próstata, danos nos nervos pélvicos, envelhecimento do assoalho pélvico, excesso de uso de medicamentos, obstrução do trato urinário ou até mesmo traumas e lesões pélvicas. Normalmente, a condição é acompanhada por sintomas cujo próprio paciente pode suspeitar que possua incontinência urinária.
 

O especialista alerta para a necessidade de conhecer o próprio corpo e prestar atenção nos detalhes, como a perda involuntária de urina ao tossir ou espirrar; sentir uma necessidade urgente e súbita de urinar sendo difícil de controlar; urinar com mais frequência do que o normal, muitas vezes em pequenas quantidades; acordar durante a noite para urinar com frequência; gotejamento após urinar; dor ou desconforto ao urinar, e reforça sobre a importância de contatar um especialista para obter a orientação correta.

 

"A maior causa de incontinência urinária em homens é devido a procedimentos, como a prostatectomia radical, para tratar o câncer de próstata. Eles podem resultar em incontinência urinária temporária ou permanente. Além disso, ela pode ser originada por outras causas menos frequentes, como doenças neurológicas, distúrbios hormonais, tumores, prostatite, prolapso do órgão pélvico, dentre outras", comenta o urologista.

 

Para diagnosticar a origem, o paciente deve ser encaminhado para uma consulta com médico urologista que realizará exames específicos em busca de um diagnóstico e indicação de tratamento adequado. Este último pode incluir uma combinação de mudanças no estilo de vida, fisioterapia, medicação, procedimentos minimamente invasivos ou cirurgia, dependendo da gravidade e da natureza da condição.

 

Embora o diagnóstico seja relativamente simples, o público masculino, em sua grande maioria, apresenta grande relutância em visitar o médico e falar sobre problemas urológicos, o que acaba impactando significativamente na vida de quem enfrenta essa condição. Muitos homens deixam de participar de eventos sociais, praticar esportes ou até mesmo manter uma vida ativa em geral devido ao medo de terem um "escape" em público, já que há um estigma sobre precisarem ser viris e fortes o tempo todo. As consequências dessas restrições podem até afetar a saúde mental e, em casos extremos, resultar em depressão.

 

"O tratamento varia conforme o tipo de incontinência, do seu grau e da causa. Felizmente, com o avanço da medicina, há uma gama de opções disponíveis para ajudar os pacientes a recuperarem o controle da sua função urinária. Eles podem ser realizados de maneira conservadora, com medicamentos e/ou fisioterapia pélvica, e com intervenção cirúrgica com o intuito de resolver o problema em definitivo", conclui o Dr. Giuliano.

 

Algumas das medidas não invasivas incluem mudança de hábitos e comportamentos, utilização de medicamentos, reabilitação e reeducação pélvica com técnicas de eletroestimulação e de biofeedback, além das técnicas clássicas de fisioterapia, como o fortalecimento muscular e manobras posturais, designadas por Exercícios de Kegel.

 

Em relação às técnicas invasivas, algumas opções são injeção de "bulking agents", que faz encerrar a uretra, complementando a ação do esfíncter; colocação de "sling" sub-uretral - à semelhança da intervenção para a incontinência feminina -, que consiste em colocar uma fita por baixo da uretra e através dos orifícios obturadores, ajudando a impedir as perdas de urina; colocação de um esfíncter urinário artificial, que implica na inserção de um dispositivo que o próprio paciente aciona cada vez que quer urinar e, automaticamente, fecha em poucos minutos para manter a continência - é destinado a incontinências mais marcadas/graves.

 

Além disso, existem métodos paliativos que podem ser utilizados durante o dia para conter os escapes antes do diagnóstico final, como absorventes masculinos e cuecas especializadas, que garantem o conforto durante as atividades diárias. Porém, nem sempre os absorventes são a escolha preferida dos homens, devido à necessidade de trocas contínuas e por ser um produto que remete ao feminino, gerando desconforto e vergonha.

 

"Não é a primeira vez que co-criamos um produto com a nossa comunidade. Estamos sempre ouvindo as necessidades do nosso público e, inclusive, recebemos diversos relatos de homens que chegaram a comprar a nossa cueca absorvente - um produto menstrual -, pois não encontravam outras opções no mercado. Pra que esse avanço fosse possível, criamos uma nova tecnologia de forro para incontinência, que é totalmente diferente do forro das linhas regulares de menstruação que temos. Entre estudos e testes para a linha de incontinência, levamos quase 18 meses para aprimorar e garantir uma absorção 4x maior para a cueca", conta Maria Eduarda Camargo, CFO da Pantys.

 

A cueca para incontinência urinária da Pantys é feita com tecidos respiráveis, de rápida secagem e biodegradáveis, possui design discreto e está disponível nos tamanhos P, M, G e GG. Indicada para fluxo leve a moderado, conta com capacidade de absorção de até 100ml, sendo necessário trocar somente quando a umidade do tecido estiver em contato com a pele. Além disso, ajuda a prevenir infecções causadas pela exposição constante à umidade gerada pelo vazamento da urina.

 

"A Pantys é uma marca que vem para quebrar tabus. Com o lançamento para incontinência urinária, pensando no público masculino, queremos abordar o tema de uma forma natural e com responsabilidade, assim como fizemos com a menstruação. Tivemos diversos pedidos do público masculino para um lançamento como esse e, com a cueca Dry, estamos expandindo o nosso portfólio. Queremos abraçar um mercado ainda em defasagem, levando mais dignidade, conforto, liberdade e sustentabilidade para o dia a dia deles", comenta Emily Ewell, CEO da Pantys.

 

Serviço

Cueca Dry | R$ 135,00












 



SIGA NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !





VEJA TAMBÉM:

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Multishow e Globoplay transmitem "SOWETO - 30 Anos Ao vivo" nesta sexta (19)

"Acampamento de Magia para Jovens Bruxos" estreia no Gloob na próxima sexta-feira, dia 12

BBB: Análise das três últimas edições aponta diferenças no comportamento do público nas redes sociais

Ana Clara invade casa do Big Brother Brasil 24 após grande final no Multishow

MODA: Podyh AW24

Indústria brasileira desacelera diversificação do portfólio no primeiro trimestre

Vitrine de Inovações: Agrishow 2024 reunirá mais de 800 marcas expositoras nacionais e internacionais durante os cinco dias de evento

Novo Nordisk é a única farmacêutica presente no Web Summit 2024