Pretah leva samba, MPB e sons regionais ao Palco Sesc

Imagem
Foto: Divulgação  Quarta-feira 17/04, é dia de Palco Sesc e quem se apresenta desta vez é a cantora  Pretah . A ação é parceria do  Sesc Cultura , integrante do Sistema Comércio e  Shopping Campo Grande  . A apresentação começa às 18h30, na praça de alimentação, aberta ao público. Pretah apresenta um repertório repleto de músicas brasileiras, como samba, incluindo também canções de compositores regionais. Serviço – Informações pelo telefone (67) 3311-4300 ou pelo WhatsApp (67) 3311-4417. Acompanhe as ações do Sesc Cultura @sescculturams e Facebook/sescculturams e no aplicativo "Encontre no Sesc". CLIQUE E FALE COMIGO: @OBLOGUEIROOFICIAL SIGA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM:   www.instagram.com/oblogueirooficial PINTEREST:   www.br.pinterest.com/oblogueirooficial TIKTOK:  www.tiktok.com/@oblogueirooficial FACEBOOK:  www.facebook.com/siteoblogueiro THREADS:   www.threads.net/@oblogueirooficial TWITTER:   www.twitter.com/siteoblogueiro CLIQUE  AQUI   E INSC

Vice-presidente Geraldo Alckmin e presidente da ApexBrasil, Jorge Viana, discutem expansão de negócios para a China


50 anos de relação bilateral: vice-presidente e ministro, Geraldo Alckmin, e presidente da ApexBrasil, Jorge Viana, discutem expansão de negócios para a China


Cada vez mais próximos, Brasil e China quebraram, em 2023, a marca de US$ 100 bilhões em exportações. Reunião Interministerial preparatória para a COSBAN ocorreu nesta quinta-feira (21), no Itamaraty, e reuniu governo e setor produtivo com foco em aprimorar a relação entre os dois países
 

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), ciosa da relação do país com nosso maior parceiro comercial, a China, participou, na última quinta-feira (21), em Brasília, no Itamaraty, da Reunião Interministerial preparatória para VII Sessão Plenária da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (COSBAN) - criada há 20 anos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, que ocorrerá esse ano na China, em junho. O encontro foi liderado pelo vice-presidente e ministro, Geraldo Alckmin, e pela secretária-geral do Itamaraty, embaixadora Maria Laura, e contou com a participação do presidente da ApexBrasil, Jorge Viana, e de representantes de todos os ministérios.

 

O encontro foi estratégico para discutir a relação entre os dois países, cada vez mais amistosa, respeitosa e, claro, lucrativa. Na reunião foram levantados potenciais temas, acordos e parcerias que podem ser fechados na próxima reunião da COSBAN. Na ocasião, Jorge Viana falou sobre o fortalecimento entre Brasil e China, esquecido nos últimos anos, resgatado no governo Lula, sem restrições e preconceitos - como no governo passado. Em 2023, as exportações brasileiras para a China atingiram US$ 104 bilhões, marcando o quarto recorde consecutivo.

 

"A China é o maior comprador de produtos brasileiros, com destaque para a agropecuária. Mas podemos ter boas parcerias em várias áreas nessa relação sino-brasileira", ressaltou Geraldo Alckmin, que preside a COSBAN, junto com o vice-presidente chinês.
 

Logo após a reunião governamental, houve um encontro com representantes de diversos setores produtivos que atuam no comércio com a China. O governo, por meio do vice-presidente e da embaixadora, fez questão de ouvir todos esses setores que se posicionaram sobre a importância, estratégias e limitações, além de discutir medidas que devem ser adotadas para aprimorar a relação comercial entre os dois países. A ApexBrasil, com sua área de inteligência de exportação, tem colaborado para ampliar o fluxo do comércio com os chineses, ao lado dos ministérios.

No campo do agronegócio, a China tem papel prioritário nas relações comerciais com o Brasil. O Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) tem feito tratativas no âmbito do BRICS - grupo de países de mercado emergente em relação ao seu desenvolvimento econômico - para assegurar a segurança alimentar global. Os países concordaram em estabelecer um fórum para garantir a segurança alimentar global e reduzir a fome e a pobreza. Algumas ações já foram implementadas entre Brasil e China. Na ocasião, os ministros reconheceram que o país está vivendo um ambiente positivo na atração de recursos privados, talvez inédito.

 

No começo de junho, será realizada a conferência "Made in China 2025: impactos no Brasil", marcada para o dia 20, que discutirá, inclusive, impactos sobre a indústria, empregos e salários entre os dois países. A ApexBrasil não apenas estará presente na missão, mas também auxiliará na organização do evento na China e, mais tarde, na Arábia Saudita também.



SIGA NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !


VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

"Acampamento de Magia para Jovens Bruxos" estreia no Gloob na próxima sexta-feira, dia 12

MODA: Podyh AW24

Indústria brasileira desacelera diversificação do portfólio no primeiro trimestre

ESPORTES: YoPRO anuncia sua primeira corrida em parceria com Norte Marketing

Atlantica Hospitality International lança empreendimento na região da Avenida Paulista em São Paulo

Tarkett cria piso vinílico que facilita paginações criativas

#RespeitaMeuCapelo: chapéu de formatura é recriado para atender cabelos de pessoas negras

Com marcas como TIM, PRIO, Hashdex e Invest.Rio e nomes de peso no conselho, Instituto 12 nasce no coração do Leblon para fomentar a inovação no Rio

Empreendedorismo Familiar e superação: Do garoto vendedor de cocada na Zona Leste à CEO de 3 empresas, e sócio do Káka Diniz e João Kepler