GASTRONOMIA: Dia do Pudim, aprenda o preparo de uma das sobremesas preferidas dos brasileiros

Imagem
Gastronomia do Hotel Cordialle, em São Roque, ensina receita tradicional, que leva poucos ingredientes e fica pronta em menos de 1 hora. Foto: Divulgação 22 de maio é o Dia do Pudim, doce que nasceu em Portugal, mas conquistou o paladar dos brasileiros de todas as regiões. A paixão nacional é tanta que existe até uma variação de sabores da sobremesa: tem de chocolate, de paçoca, de pão, de doce de leite, mas o pudim de leite, sem dúvidas, é o preferido de 9 entre 10 pessoas. Furadinho ou mais lisinho, qual você prefere? A gastronomia do Hotel Cordialle, que fica em São Roque, compartilha a receita tradicional, sinônimo de perfeição e sabor. Ingredientes Pudim: 6 ovos 3 latas de leite condensado 500 ml de leite   Calda: 500 gramas de açúcar 100 ml de água   Modo de preparo Bata todos os ingredientes do pudim no liquidificador por 5 minutos e reserve. 

A Capital Federal está fazendo aniversário. Conheça passeios que mergulham na história cívica do Brasil

Aos 64 anos, a capital do país abriga prédios públicos que são referência da democracia brasileira
 


No dia 21 de abril a capital da esperança completa 64 anos de sua inauguração. Com seus traços elaborados por Niemeyer e seu paisagismo por Lúcio Costa, Brasília foi sonhada, idealizada e construída por milhares de brasileiros que dedicaram suas vidas a realizar o sonho de trazer a capital federal para o centro do planalto brasileiro. Mais de seis décadas depois, a cidade que reúne monumentos e arquitetura de encher os olhos, também é referência para quem busca fazer turismo cívico, com prédios públicos que promovem um mergulho na história política e civil do Brasil.
 

Para incentivar o brasileiro a conhecer a sua própria história através do turismo, o MTur, em parceria com a Secretaria de Cultura do DF, o Ministério da Educação, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do DF (Sebrae - DF), dentre outros órgãos, lançaram o Conheça o Brasil: Cívico. Focado em estudantes, professores e pesquisadores, o programa sugere roteiros que aguçam o orgulho de ser brasileiro a partir das visitas aos atrativos históricos, culturais e naturais, tanto de Brasília quanto de seu entorno. O objetivo do Ministério é que, posteriormente, a ação seja estendida para outras cidades do país.
 

O MTur veio, então, dar um gostinho do que pode ser visto na capital federal com uma lista de lugares, com entradas gratuitas, que você não pode deixar de visitar para conhecer um pouco mais da história da cidadania brasileira.
 

Congresso Nacional - A sede do Poder Legislativo brasileiro foi inaugurada em 21 de abril de 1960. O prédio, idealizado por Niemeyer, é formado por duas torres principais – com 28 andares – e duas cúpulas que abrigam o Senado Federal (à esquerda) e a Câmara dos Deputados (à direita). Faz parte do triângulo equilátero da Praça dos Três Poderes e a entrada se dá pela rampa principal, que fica no centro. O interior abriga inúmeras obras de arte. O local pode ser visitado diariamente das 9h30 às 17h, com um tour saindo a cada 30 minutos. A visitação também pode ser agendada, porém, apenas para grupos acima de 15 pessoas e turistas estrangeiros ou surdos que necessitem de visitação em libras.
 

Conjunto Cultural da República - Compreende a Biblioteca Nacional – espaço destinado ao acervo de literatura técnica de apoio aos estudos e ao uso da tecnologia a favor do conhecimento – e o Museu Nacional – que promove exposições temporárias nacionais e internacionais. O Complexo foi construído conforme projeto de Oscar Niemeyer e inaugurado no dia do aniversário de 99 anos do arquiteto. Na praça que compõe o complexo, são realizados eventos gratuitos, como shows e festivais. As visitações podem ser realizadas de terça a domingo, das 9h às 18h30.
 

Esplanada dos Ministérios - A ideia de construir onze prédios com a mesma estrutura partiu do urbanista Lúcio Costa e o modelo foi desenvolvido por Oscar Niemeyer. Nos dezessete blocos localizados ao leste do Eixo Monumental funcionam os ministérios. Foram construídos de forma paralela, tendo como limite a Praça dos Três Poderes. Juntos, eles formam uma meia lua no fim do gramado principal do Eixo e é lá onde acontecem as manifestações, shows e eventos oficiais. O passeio é ao ar livre e pode ser feito a qualquer momento, dia ou noite.
 

Palácio do Planalto - Sede do poder executivo, o prédio projetado por Oscar Niemeyer foi inaugurado em 21 de abril de 1960. A fachada encanta pela sua beleza e segundo Niemeyer "traduz a leveza de uma pena pousada no chão". Também coleciona obras de arte de valor histórico como "Os Orixás", de Djanira Motta, "Café", de Lia Mittarakis, "Melancolia da Forma", de Marco Rodrigues, entre outros. O local ainda é o gabinete oficial do Presidente da República do Brasil. As visitas acontecem aos domingos das 9h às 13h.
 

Palácio do Itamaraty - É lá que fica o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, órgão do Poder Executivo responsável pelo assessoramento do presidente da República na formulação, desempenho e acompanhamento das relações do Brasil com outros países e organismos internacionais. O prédio apresenta quatro fachadas idênticas de vãos sem colunas que pousam o edifício diretamente sobre a água, dando realce visual ao imenso espelho d'água que o circunda. O jardim é composto por mais de oitenta variedades de plantas tropicais do Cerrado e da Amazônia, projeto de Burle Marx. O principal símbolo do monumento é a escultura "Meteoro", de Bruno Giorgi, que simboliza a diplomacia entre os cinco continentes. As visitas são oferecidas em português, espanhol, francês, inglês e LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), sempre conduzidas por profissionais capacitados do serviço de visitação cívico-educativa do Itamaraty. Ocorrem exclusivamente mediante agendamento prévio eletrônico, de terça a domingo, das 8h30 às 18h, sujeitas a alterações, sem aviso prévio, advindas da agenda oficial do MRE.
 

Palácio da Alvorada - É residência oficial da Presidência da República e também foi projetado por Oscar Niemeyer. Reconhecido pelas impressionantes colunas curvas e brancas, o prédio fazem parte do brasão do Distrito Federal. O nome do local foi dado por seu primeiro morador, o então presidente Juscelino Kubitschek. As visitações são realizadas às quartas-feiras, das 15h às 17h. São disponibilizadas 300 senhas de acesso que começam a ser distribuídas a partir das 14h. Não há visita em dias de chuva.
 

VISITAÇÃO PAGA - Memorial JK - O museu guarda um grande acervo do ex-presidente Juscelino Kubistchek e da primeira-dama Sarah Kubitschek. São fotografias da construção da cidade, documentos oficiais da época, objetos pessoais, memória da campanha de eleição de JK à Presidência e reprodução de espaços como a Biblioteca particular da família. Desenhado por Niemeyer, o Memorial conta com uma estátua de Juscelino, suspensa sobre a cidade que ele idealizou. As visitações podem ser feitas de terça a domingo, das 9h às 18h. Crianças abaixo de 8 anos, estudantes e pessoas acima dos 65 têm direito à meia-entrada. O valor do ingresso é de R$10.

 



CLIQUE E FALE COMIGO:


🇧🇷 SIGA NAS REDES SOCIAIS O BLOG OFICIAL DO BRASIL:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !



S O L I D A R I E D A D E
AJUDE A EQUIPE EM NOSSO TRABALHO SOCIAL,
FAÇA SEU PIX COM QR CODE E COLABORE COM QUALQUER VALOR:







VEJA TAMBÉM:

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Indústria brasileira desacelera diversificação do portfólio no primeiro trimestre

MODA: Podyh AW24

SOLIDARIEDADE: ‘Sábado Solidário’ arrecadas mais de 40 toneladas de doações

Céu lança Novela

Ferragamo Hug Bag

Movimento União BR organiza campanha com mais de 60 empresas para ajudar o Rio Grande do Sul

NEGÓCIOS: Como oportunidade, a TIM busca parceiros no Centro-Oeste

Friboi traz novidades e ativações no primeiro dia de Apas Show 2024