MÚSICA: Luísa Sonza lança faixas bloqueadas de ‘Escândalo Íntimo’

Imagem
Músicas e visuais serão liberados para o público no dia 28/05   Luísa Sonza (Pam Martins)   Agora o Escândalo está completo! A partir das 00h do dia 28 de maio, as quatro faixas bloqueadas de Escândalo Íntimo serão liberadas. São elas: " Bêbada Favorita ", feat com Maiara e Maraisa que mistura pop, sertanejo e samba; " O Amor Tem Dessas (e é melhor assim) ", faixa que conta com uma citação de 'Você Me vira a cabeça (Me Tira do Sério)', de Alcione; " Sagrado&Profano ", um feat com KayBlack, nome em ascensão na cena do rap nacional; e " You Don't Know Me ", de Caetano Veloso, uma versão do álbum Transa , de 1972. " Eu não via a hora de poder liberar essas músicas para o público, faixas com parcerias tão especiais. Me sinto realizada de ver esse álbum, esse trabalho tão intenso e que traz tanto de mim, agora disponível por inteiro ", relata Luísa.   Sobre a parceria, Caetano Veloso, um dos maiores nomes d

Banco da Amazônia vence Red Hat Innovation Awards, maior prêmio de inovação da Red Hat

Em sua 18ª edição, o prêmio que celebra as conquistas de clientes destaca pela primeira vez um candidato brasileiro, o Banco da Amazônia por projeto socioeconômico. Imagem: Divulgação


 

 


Desde 2006, a Red Hat tem usado o Red Hat Innovation Awards como uma forma de homenagear as conquistas tecnológicas de clientes da Red Hat de todo o mundo que demonstram a capacidade de solucionar problemas de forma criativa, impactando positivamente o mundo e a sociedade. Os vencedores deste ano são Banco da Amazônia (BASA), Eusko Jaularitzaren Informatika Elkartea (EJIE), Informationstechnikzentrum Bund (Capgemini) e Transpower New Zealand. É a primeira vez que um concorrente brasileiro atinge o reconhecimento. O projeto de inclusão socioeconômica do BASA chamou a atenção do júri internacional devido ao seu potencial de transformação social e desenvolvimento econômico para produtores rurais localizados em regiões de difícil acesso.


 

A escolha do Red Hat Innovator of the Year de 2024 será determinada por uma votação online aberta a toda a comunidade. A votação se encerra quinta-feira (02) às 10h00 (horário de Brasília). O vencedor será anunciado em 7 de maio de 2024, durante o Red Hat Summit, maior evento open source do mundo. Para votar no 2024 Red Hat Innovator of the Year, visite.


 

Confira os vencedores desta edição:


 

Banco da Amazônia

Banco da Amazônia S.A. é uma sociedade de capital aberto (negociada na bolsa B3 com o ticker BAZA3), controlada pelo governo federal do Brasil (que detém 95% das ações). O banco é responsável pela gestão e operações do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte e financiamento da região amazônica, que corresponde a mais da metade do território do Brasil. Com o Red Hat OpenShift e o Red Hat Ansible Automation Platform, o BASA Digital simplificou drasticamente o processo de aprovação de crédito, tornando-o automático, ágil e acessível a produtores rurais em áreas de difícil acesso.


 

A redução do tempo de processamento de 180 dias para 24 horas permitiu melhor acesso a serviços financeiros para agentes de crédito do Banco da Amazônia e clientes, fomentando a inclusão social e desenvolvimento regional. O BASA Digital viu um aumento de 370,4% nos fundos contratados, beneficiando produtores rurais. A tecnologia da Red Hat desempenhou um papel vital nesta transformação ao melhorar a segurança, confiabilidade e inovação. O Banco da Amazônia agora planeja expandir os projetos do BASA Digital para áreas tais como energia verde e reflorestamento e dar suporte a ainda mais investimentos na região da Amazônia após a conferência das Nações Unidas COP30 em Belém, onde fica a sede do BASA. Também planeja estender a implantação de produtos da Red Hat para trazer todas as plataformas legadas em ambientes conteinerizados e construir uma base sólida para migrar para a nuvem.


 

 Confira a história de sucesso completa do Banco da Amazônia com a Red Hat


 

Eusko Jaurlaritzaren Informatika Elkartea (EJIE)

O EJIE, responsável pela digitalização de serviços públicos no País Basco, precisava criar ferramentas de linguagem para o idioma Basco e escolheu as tecnologias de nuvem híbrida da Red Hat para desenvolver uma infraestrutura de TI com cada vez mais capacidade computacional, portabilidade e escalabilidade. O Red Hat Enterprise Linux fornece um sistema operacional flexível e confiável para o tradutor, enquanto o Red Hat OpenShift entrega muitas das funcionalidades necessárias para impulsionar o ciclo de vida da IA, incluindo o suporte para containers com unidades de processamento gráfico (GPUs). O EJIE foi capaz de promover a metodologia DevOps ao fornecer às equipes de desenvolvimento a autonomia e as ferramentas para fazer a integração com equipes de produção, resultando em uma abordagem orientada aos produtos, em vez de focada nos projetos.

Depois de estabelecer a arquitetura tecnológica, o EJIE contratou a Vicomtech, parte da Rede Basca de Ciência, Tecnologia e Inovação (RVCTI), para otimizar o algoritmo de aprendizagem e desenvolver uma Rest API para interagir com diferentes aplicações. Desde o seu lançamento em 2019, o aplicativo Itzuli para celulares ajuda os cidadãos a traduzir o basco de e para espanhol, francês e inglês. O Itzuli já teve mais de 100 mil downloads e é usado por mais de 30 mil usuários diariamente, com picos de mais de 260 mil consultas em um único dia.

Com o Red Hat OpenShift, que é implantado na infraestrutura de TI do próprio governo basco, a EJIE conseguiu aprimorar seus recursos de IA e agora está trabalhando em um projeto piloto para criar transcrições automáticas de processos judiciais com Itzuli. As redes neurais estão sendo treinadas com gravações da televisão pública basca (EITB) e dos processos de 12 órgãos judiciais diferentes.

Confira a história de sucesso completa do EJIE com a Red Hat


 

Informationstechnikzentrum Bund (Capgemini)

A Capgemini, parceira global de transformação de negócios e tecnologia, em conjunto com o Centro Federal de Tecnologia da Informação do Governo Federal Alemão (ITZBund), iniciou um projeto para automatizar a implantação do Red Hat OpenShift Container Platforms em um ambiente isolado, atendendo a rígidos padrões de segurança.


 

O objetivo é agilizar o desenvolvimento de software para digitalização de serviços governamentais. O uso do Red Hat Dev Spaces permite que os desenvolvedores de software trabalhem com mais rapidez e implantem aplicações em clusters OpenShift, contribuindo significativamente para a digitalização do estado alemão. Ele substitui a necessidade de configurações individuais de laptop, reduz o tempo de integração e fornece maior capacidade de computação para o desenvolvimento de IA. O projeto padroniza espaços de trabalho de desenvolvimento, pode escalar para milhares de desenvolvedores, segue regulamentos de segurança de dados e possibilita cargas de trabalho de IA e ML.


 

Confira a história de sucesso completa da Capgemini e ITZBund com a Red Hat


 

Transpower New Zealand

Transpower é a operadora da rede elétrica da Nova Zelândia, conectando geradoras de eletricidade, usuários e redes de distribuição. Seu programa de modernização de longo prazo envolvia a atualização do sistema de mercado, substituição de produtos que estavam atingindo o fim do ciclo de vida, simplificação da lógica de negócios e introdução de novas funcionalidades. Este programa visava manter um sistema resiliente, flexível e barato. As soluções da Red Hat tais como Red Hat Fuse, Red Hat Enterprise Linux, Red Hat OpenShift e streams para Apache Kafka desempenharam um papel fundamental nessa jornada. O sistema de mercado modernizado reduziu a complexidade e o custo, melhorou a confiabilidade e permitiu suporte para precificação em tempo real. O projeto economizou cerca de NZ$50 milhões em comparação com a construção de um novo sistema. Este investimento em tecnologias da Red Hat facilitou a padronização, automação e inovação, atraindo e retendo talentos e possibilitando o desenvolvimento colaborativo e práticas DevOps. Ele também deu suporte à jornada da empresa rumo à eletrificação e adaptação às mudanças do setor de energia.


 

Read Transpower New Zealand's full success story.


 

Menções honrosas

Nós também gostaríamos de homenagear as menções honrosas deste ano, incluindo as regiões da Europa, Oriente Médio e África (EMEA), América Latina (LATAM) e Ásia-Pacífico (APAC). Na região EMEA, três empresas receberam as menções honrosas por seu trabalho inovador com tecnologias da Red Hat – Lloyds Banking Group, Saudi Aramco e Dublin Airport Authority. A região LATAM teve duas empresas reconhecidas por suas conquistas – Banco Santander e JUFEJUS. 


 

Todos os anos, a Red Hat também realiza o Red Hat APAC Innovation Awards para homenagear os avanços tecnológicos dos clientes da região APAC que demonstram ter pensamento criativo, determinação em solucionar problemas e criam formas inovadoras de usar produtos da Red Hat. Há muitos vencedores do prêmio APAC de inovação reconhecidos em 13 países diferentes em categorias como transformação digital, infraestrutura de nuvem híbrida, desenvolvimento nativo em nuvem, automação e resiliência.


 


CLIQUE E FALE COMIGO:


🇧🇷 SIGA O BLOGUEIRO OFICIAL DO BRASIL NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !



S O L I D A R I E D A D E
CURTIU ESSE POST ? COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL
OU AJUDE A EQUIPE EM NOSSO TRABALHO SOCIAL.
DOE 10 REAIS NO LINK: https://doe10reais
OU FAÇA SEU PIX COM QR CODE E COLABORE COM QUALQUER VALOR:




VEJA TAMBÉM:

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

MODA: Podyh AW24

Céu lança Novela

SOLIDARIEDADE: ‘Sábado Solidário’ arrecadas mais de 40 toneladas de doações

Indústria brasileira desacelera diversificação do portfólio no primeiro trimestre

Ferragamo Hug Bag

CELEBRIDADES: Ex-BBB Nizam publica novo ensaio nu

Empresas desenvolvem soluções com Inteligência Artificial para otimizar a rotina dos usuários

INTERNET: Brasileiros aproveitam o trabalho remoto para conhecer regiões do Brasil e do mundo