O que você faz com as lâmpadas velhas?

Imagem
Entre 2017 e 2022, 33 milhões de lâmpadas foram recicladas no Brasil, número bem inferior aos 12 milhões importados para o Brasil. Foto: Divulgação     Você sabe o que fazer com as lâmpadas fluorescentes quando elas queimam e você precisa descartá-las? O questionamento é necessário quando sabemos que esse produto contém mercúrio - um dos elementos químicos mais perigosos para a saúde humana, e ainda presente em muitos outros objetos do nosso cotidiano, como termômetros antigos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) , a exposição ao metal pode acarretar uma série de problemas graves, desde danos cerebrais até complicações respiratórias. Apesar de muitos países terem proibido a fabricação e venda de itens contendo o material após a assinatura de um tratado chamado " Convenção de Minamata ", em 2013, ainda é comum encontrá-los em algumas residências, especialmente nas lâmpadas. Por isso, o descarte desses produtos ainda exige um olhar mais atento, e

Copa Energia anuncia aquisição da CTG e reforça sua aposta em energia renovável

Maior empresa de GLP da América Latina, companhia avança na expansão de produtos e serviços no mercado de biometano. Foto: Divulgação


 



A Copa Energia, maior empresa da América Latina em engarrafamento, comercialização e distribuição de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), anuncia a aquisição da CTG - Companhia de Transporte de Gás, empresa de distribuição de gás natural comprimido, e amplia seu portfólio com a oferta de gás natural e biometano.

Com a operação, a Copa Energia dá um passo importante na expansão de produtos para clientes do segmento empresarial. Além disso, a iniciativa posiciona a empresa no mercado emergente do biometano, uma promissora alternativa para a transição energética no setor. Do ponto de vista operacional, as empresas permanecem com escritórios e times trabalhando separadamente.

Fundada em 2002, a CTG é uma distribuidora de gás natural que atua em regiões sem a infraestrutura de redes de distribuição de gás natural por meio da tecnologia Gasoduto Virtual® com GNC, podendo também utilizar o GNL.

 

Para Caio Turqueto, presidente da Copa Energia, esse é só mais um passo no avanço da Copa Energia no mercado de energias renováveis. "Estamos muito felizes com esta aquisição. A CTG tem todos os requisitos que estávamos procurando para acelerar a entrada da Copa Energia no mercado de biometano", comemora o Executivo.

 

Como parte de sua rota em direção a um mundo mais sustentável, recentemente, a Copa Energia inaugurou a primeira usina fotovoltaica em sua unidade de Mataripe (BA), com o objetivo de contribuir para a construção de uma matriz energética mais limpa e sustentável.

"O nosso papel é liderar as mudanças da matriz energética a partir de soluções sustentáveis, confiáveis e que tragam resultados sólidos. Acreditamos que investir em energia limpa seja fundamental para uma economia de baixo carbono e para enfrentar os desafios das mudanças climáticas", afirma Turqueto.


Outras iniciativas


A Copa Energia traz em seu DNA o incentivo às frentes de inovação e sustentabilidade. Em 2022, assinou uma parceria com a Universidade de São Paulo (USP) para desenvolveu uma pesquisa para a otimização da cadeia de produção do BioGLP no Brasil, que resultou na criação do Hub de Energias Renováveis, em funcionamento desde o início de 2023. A iniciativa já apresenta resultados preliminares, como parâmetros de processo – rendimentos, consumos de matéria-prima e energia – para diferentes rotas de produção. O espaço fica no campus principal da Universidade de São Paulo, no bairro do Butantã, zona oeste da capital paulista.

No final de 2023, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), a Copa Energia apresentou o projeto "Aplicação do Gás Liquefeito de Petróleo – GLP como recurso energético na produção de peixes", desenvolvido na Estação de Piscicultura da Cidade Universitária (UFMS).

O estudo, que tem anuência da Agência Nacional do Petróleo (ANP), visa promover a sustentabilidade energética na agricultura familiar incentivando o uso de GLP como fonte de energia para os sopradores e aeradores. Esses equipamentos são responsáveis por oxigenar a água e, na maioria das vezes, são movidos à energia elétrica, tendo no diesel sua segunda fonte geradora.

"Essas iniciativas agregam valor tanto à Copa Energia como aos clientes e parceiros. É admirável ver o compromisso com a pesquisa e o desenvolvimento de metas sustentáveis baseadas na ciência. Queremos construir uma abordagem global, que promove a sustentabilidade em todas as áreas do nosso negócio, garantindo um impacto positivo a longo prazo", destaca Caio Turqueto



SIGA NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !


PARA DIVULGAÇÃO CLIQUE E FALE COMIGO: @OBLOGUEIROOFICIAL







VEJA TAMBÉM:

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Multishow e Globoplay transmitem "SOWETO - 30 Anos Ao vivo" nesta sexta (19)

"Acampamento de Magia para Jovens Bruxos" estreia no Gloob na próxima sexta-feira, dia 12

BBB: Análise das três últimas edições aponta diferenças no comportamento do público nas redes sociais

Ana Clara invade casa do Big Brother Brasil 24 após grande final no Multishow

MODA: Podyh AW24

Indústria brasileira desacelera diversificação do portfólio no primeiro trimestre

Vitrine de Inovações: Agrishow 2024 reunirá mais de 800 marcas expositoras nacionais e internacionais durante os cinco dias de evento

Novo Nordisk é a única farmacêutica presente no Web Summit 2024