INCLUSÃO: Parque Dom Pedro exibe "Masha e o Urso, Diversão em Dobro" em sessão adaptada para crianças com distúrbios sensoriais

Imagem
Desenvolvida para o público neurodiverso, Sessão Azul inicia o ano no empreendimento neste sábado, 24, e todos pagam meia-entrada "Masha e o Urso: Diversão em Dobro" estreou recentemente nos cinemas brasileiros (Foto: Divulgação)   O Parque Dom Pedro, administrado pela ALLOS – a maior e mais inovadora plataforma de serviços, entretenimento, lifestyle e compras da América Latina –, realiza, neste sábado, 24, a primeira edição de 2024 da Sessão Azul, quando a sala de cinema é adaptada para receber crianças com distúrbios sensoriais diversos. Neste mês, o filme escolhido pelo público foi "Masha e o Urso: Diversão em Dobro". Na Sessão Azul, todos pagam meia-entrada e os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Kinoplex ou pelo site Ingresso.com .   Durante a Sessão Azul, a sala fica com as luzes adaptadas, o som mais baixo e a plateia pode se movimentar à vontade, durante toda a exibição. Também não há exibição de trailers comerciais antes do filme.

DECORAÇÃO: Projeto de casa noturna destaca versatilidade dos revestimentos Portinari


Hall revestido com Coleção Artois, da Portinari


Um espaço único, sensorial e propício para o entretenimento. Foi com esse espírito que o escritório William Hanna Arquitetura e Interiores elaborou o projeto MOEMA sunset & night, em Goiânia (GO), usando produtos Portinari em diversos ambientes, incluindo aplicações em decks, hall, camarotes, pista e calçada.

Os espaços foram pensados de acordo com a ideia da contraposição de tons, permitindo a perspectiva de amplitude e personalidade em um diálogo visual conveniente para sensações distintas. Dessa forma, as peças da Coleção Artois, que é inspirada nas reservas de carvão da França do século XIX, foram utilizadas no hall, sendo um ponto de contraste com a varanda repleta de elementos naturais e claros.

Deck composto pelas coleções Capuccino e Luthier, da Portinari

O deck é composto por tons terrosos, incluindo peças das séries Capuccino e Luthier, enquanto a recepção conta a sobriedade da cor branca que a Coleção Gales dispõe na peça SGR NAT. Outro destaque é o aspecto industrial presente em espaços como a área administrativa, o banheiro masculino e feminino, que respectivamente contam com as coleções Downtown e Opera e com o porcelanato Timbre Silver.

Banho masculino com série Opera, da Portinari

Por fim, a pista e os camarotes contam com a Coleção Oslo, recheada de texturas com destaque para os veios finos, que naturalmente conversam com a nobreza dos ambientes. O arquiteto e coordenador do projeto, William Hanna, ressalta que a escolha por produtos Portinari está atrelada à qualidade que a marca oferece.

"A Portinari é uma empresa que tem uma tecnologia exclusiva e uma extensa paleta de cores que atende às Normas de Desempenho exigidas para ambientes comerciais, além dos materiais auxiliarem na criação de identidade e resultado estético que buscávamos para este projeto, premissa de todo o processo criativo", frisa Hanna.




MAIS ACESSADAS:

Tecnologia excludente

TECNOLOGIA: Modernização tecnológica contribui para sustentabilidade e melhora imagem de empresa para clientes e investidores

LITERATURA: Existe relacionamento perfeito?

NEGÓCIOS: Agrishow 2023

BELEZA: Especialista analisa os procedimentos estéticos dos participantes do BBB 23 "Exagerou"

Literatura empodera mulheres

NEGÓCIOS: Concretizando internacionalização, Agrotools anuncia diretor de operações na América do Norte

DECORAÇÃO: Design Dopamina

ENTRETENIMENTO: NFT.Brasil