INCLUSÃO: Parque Dom Pedro exibe "Masha e o Urso, Diversão em Dobro" em sessão adaptada para crianças com distúrbios sensoriais

Imagem
Desenvolvida para o público neurodiverso, Sessão Azul inicia o ano no empreendimento neste sábado, 24, e todos pagam meia-entrada "Masha e o Urso: Diversão em Dobro" estreou recentemente nos cinemas brasileiros (Foto: Divulgação)   O Parque Dom Pedro, administrado pela ALLOS – a maior e mais inovadora plataforma de serviços, entretenimento, lifestyle e compras da América Latina –, realiza, neste sábado, 24, a primeira edição de 2024 da Sessão Azul, quando a sala de cinema é adaptada para receber crianças com distúrbios sensoriais diversos. Neste mês, o filme escolhido pelo público foi "Masha e o Urso: Diversão em Dobro". Na Sessão Azul, todos pagam meia-entrada e os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Kinoplex ou pelo site Ingresso.com .   Durante a Sessão Azul, a sala fica com as luzes adaptadas, o som mais baixo e a plateia pode se movimentar à vontade, durante toda a exibição. Também não há exibição de trailers comerciais antes do filme.

LITERATURA: Como se tornar "O homem mais rico da Babilônia" nos dias atuais


Neste Plano de Ação, Mitch Horowitz atualiza o clássico de George S. Clason a partir das necessidades financeiras do pós-pandemia


Quando reuniu panfletos sobre saúde financeira em 1926, George S. Clason mal poderia pensar que tais lições se tornariam o livro mais famoso sobre economias pessoais do mundo todo. Embora esses ensinamentos possam ser aplicados até os dias atuais, quase um século depois, Mitch Horowitz propõe um upgrade da obra, para relacionar os conteúdos da obra com questões práticas de hoje.

Em O homem mais rico da Babilônia: Plano de Ação, publicado no Brasil pelo Grupo Citadel, o autor afirma que não se pode mais viver sem destinar uma quantia do salário com a saúde. Se antes o bem-estar individual e familiar era negligenciado, após a pandemia investir em um plano de saúde e consultas médicas mostrou-se essencial. O mesmo se aplica a uma casa.

Se você aderiu ao home office,
é vital analisar as vantagens financeiras e
as deduções fiscais apropriadas ao espaço doméstico
e investir em utilidades e equipamentos que facilitem o trabalho em casa.
Não deixe de pensar nisso.
(O homem mais rico da Babilônia: Plano de Ação, pg. 33)

Mas, afinal, como tais gastos podem tornar uma pessoa independente financeiramente?  Segundo Mitch, que reforça a estratégia de Clason, é preciso dividir o salário em 10 partes. Duas delas devem ser destinadas ao pagamento de dívidas, sete aos gastos com casa e família, por exemplo, alimentação, moradia e educação, além de saúde e bem-estar. Por fim e mais importante, uma das frações precisa ser destinada a si mesmo, ou seja, é um dinheiro que deve ser poupado, guardado e investido.

Apesar de a realidade do mundo todo ter sido alterada com o passar dos anos, das crises financeiras nacionais e internacionais, além da pandemia, Mitch Horowitz revigora o ensinamento número um de George S. Clason. Sem pagar a si mesmo, nenhum indivíduo poderá se tornar o mais rico da Babilônia.

Ficha Técnica
Título:
O homem mais rico da Babilônia: Plano de Ação
Subtítulo: Conselhos práticos para sair das dificuldades e conquistar a sua liberdade financeira
Autor:
Mitch Horowitz
Editora:
Grupo Citadel
ISBN:
978-6550472191
Páginas: 176
Formato:
13.49 x 1.04 x 21.01 cm
Preço:
R$ 42,90
Onde encontrar:
Amazon

Sobre o autor: Mitch Horowitz é conhecido por suas ideias esotéricas. É escritor e professor de escrita criativa na Biblioteca Pública de Nova York, palestrante residente na Philosophical Research Society, em Los Angeles, e autor de livros premiados com o PEN Award, incluindo Occult America, One Simple Idea e The Miracle Club.

Redes sociais do autor: Instagram | Twitter | Medium

Sobre a editora: Transformar a vida das pessoas. Foi com esse conceito que o Grupo Editorial Citadel nasceu. Mudar, inovar e trazer mensagens que possam servir de inspiração para os leitores. A editora trabalha com escritores renomados como, Napoleon Hill, Sharon Lechter, Clóvis de Barros Filho, entre outros. As obras propõem reflexões sobre atitudes que devem ser tomadas para que ter uma vida bem-sucedida. Com esta ideia central, a Citadel busca aprimorar obras que tocam de alguma maneira o espírito do leitor.

Redes sociais da editora: Site | Instagram | Facebook | YouTube

 



Por @oblogueirooficial



SIGA NAS REDES SOCIAIS



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE

MAIS ACESSADAS:

Tecnologia excludente

TECNOLOGIA: Modernização tecnológica contribui para sustentabilidade e melhora imagem de empresa para clientes e investidores

LITERATURA: Existe relacionamento perfeito?

NEGÓCIOS: Agrishow 2023

BELEZA: Especialista analisa os procedimentos estéticos dos participantes do BBB 23 "Exagerou"

Literatura empodera mulheres

NEGÓCIOS: Concretizando internacionalização, Agrotools anuncia diretor de operações na América do Norte

DECORAÇÃO: Design Dopamina

ENTRETENIMENTO: NFT.Brasil