MODA: Bruna Marquezine se emociona em entrevista com Silvia Braz durante a Paris Fashion Week

Imagem
A atriz e a comunicadora se encontraram no quarto de hotel da atriz que se emocionou ao falar de família, carreira, escolhas pessoais e sua auto descoberta por meio da moda Silvia Braz entrevista Bruna Marquezine | Créditos Marlon Brambilla Durante a Semana de Moda de Paris que acontece até terça-feira (5), Silvia Braz conduziu entrevista exclusiva com a atriz Bruna Marquezine que em meio a lágrimas e risadas, contou percepções da sua vida pessoal e espetacular carreira que iniciou aos 5 anos de idade.   Surpreendendo seus espectadores, Silvia Braz inovou ao direcionar os holofotes não só às passarelas, mas também às brasileiras inspiradoras. Na entrevista, Bruna Marquezine se abriu em uma conversa franca e reveladora. Emocionada revelou "Sempre que eu falo que comecei a trabalhar com 5 anos as pessoas pensam: 'nossa, a mãe dela deve ser mãe de miss'. Eu quero falar disso e eu fico com vontade de chorar porque eu hoje, muito nova, conquistei muita coisa.

TURISMO: Conheça 6 países onde a sinuca é considerada um esporte popular


Em muitos países ao redor do mundo, a sinuca é um esporte com uma legião de fãs e possui figuras conhecidas que contribuem para a sua popularidade

.

A sinuca é considerada um esporte oficial desde 1988. Apesar de muita gente praticar apenas como um passatempo entre amigos, existem profissionais nessa atividade que competem pelo mundo inteiro em níveis internacionais. Esse jogo de habilidade e precisão já existe há muitos séculos e foi ganhando espaço na cultura esportiva. Enquanto em alguns países a sinuca ainda tem uma presença tímida, em outros têm uma forte relevância no esporte. O levantamento realizado pela Maxxi Tacos compilou os 6 países onde a sinuca é considerada um esporte popular e como ela é praticada nas mais variadas culturas. 

A sinuca é uma variação do bilhar, que engloba os jogos praticados com mesa, bolas e tacos. A principal teoria é a de que os jogos de bilhar foram criados pela aristocracia europeia entre os séculos XIII e XIV. Sua origem exata é incerta, existindo uma disputa entre Inglaterra e França. Conforme o bilhar foi ganhando variações, surgiu a sinuca por volta dos anos 1875. Também chamada de snooker, o jogo foi se popularizando entre pessoas do mundo todo. Campeonatos começaram a ser realizados em 1907 e em pouco tempo alcançaram um nível mundial. Atualmente, há uma discussão sobre a inclusão da sinuca nos Jogos Olímpicos. 

Hoje em dia, mesas de sinuca são encontradas em muitos bares e o jogo é um dos mais praticados entre amigos. Além disso, o investimento na sinuca como esporte oficial continua a crescer e tem ganhado cada vez mais espaço. Em alguns países, já é considerado um esporte muito popular. Segundo o levantamento realizado pela Maxxi Tacos, são eles: Reino Unido, Estados Unidos, China, Índia, Brasil e Tailândia. 

 

1) Reino Unido 

A origem da sinuca está diretamente ligada ao Reino Unido. Foram os soldados ingleses que criaram o snooker enquanto batalhavam na Índia. Também foi a Inglaterra que, em 1907, criou o primeiro campeonato oficial do esporte. Já em 1934, sediou o primeiro campeonato internacional. O Reino Unido tem uma rica tradição na sinuca e já lançou grandes profissionais renomados na história do esporte, como os ingleses Joe Davis e John Pulman, o galês Ray Reardon e o irlandês Alex Higgins.

Foto: Marcin Nowak/Unsplash

 

2) Estados Unidos 

Os Estados Unidos têm uma forte tradição com jogos de bilhar. Eles são tão importantes na cultura esportiva estadunidense que em todos os cantos é possível encontrar salas de bilhar. Além disso, existem muitos torneios e ligas espalhadas pelo país. O snooker é uma das variações mais jogadas, mas o pool ainda é a vertente preferida entre os norte-americanos. Shane Van Boening, Jeanette Lee e Rudolf Wanderone são os maiores nomes do bilhar norte-americana. 

Foto: Anthony Rosset/Unsplash

 

3) China 

A China é um país com larga tradição nos mais variados tipos de esporte e a sinuca não fica para trás. Esse jogo tem uma origem antiga no país, que é uma das nações que reivindica a sua criação. Nas últimas décadas, a China começou a investir ainda mais no snooker. Agora, já é um dos principais representantes do esporte a nível mundial. Zhou Yuelong e Pan Xiaoting são alguns dos mais importantes jogadores de sinuca chineses atualmente.

Foto: Ling Tang/Unsplash

 

4) Índia

O snooker foi criado por soldados ingleses enquanto eles batalhavam na Índia. Isso significa que a história desse esporte teve origem em território indiano. Por isso, a sinuca tem uma forte importância na cultura indiana até os dias de hoje. A Índia é o berço de muitos dos grandes profissionais de sinuca do mundo, como Pankaj Arjan Advani, Aditya Mehta e Yasin Merchant.

Foto: Julian Yu/Unsplash

 

5) Brasil

A sinuca é um esporte bastante popular no Brasil. A grande prova disso é que muitos restaurantes e bares atraem seus clientes com mesas de sinuca e até mesmo torneios. O esporte  começou a fazer sucesso no Brasil nos anos 1930, com a chegada da fábrica de mesas Brunswick. Logo, se popularizou e, em 1944, foi criada a Associação Metropolitana de Bilhar no Rio de Janeiro. O primeiro campeonato aconteceu em 1958 em São Paulo. Já o primeiro torneio nacional ocorreu em 1978, no Rio de Janeiro. Rui Chapéu foi o primeiro brasileiro a se tornar uma grande estrela do esporte. Vários outros nomes renomados da sinuca também nasceram no Brasil, como Baianinho de Mauá e Igor Figueiredo, campeão mundial de sinuca em 2018.

Foto: F Cary Snyder/Unsplash

 

6) Tailândia 

A Tailândia é mais um país que recebeu a influência da sinuca de outros países e foi, aos poucos, se aperfeiçoando. Nas últimas décadas, o esporte começou a se popularizar, principalmente na variação pool. Além de ser um grande entretenimento para os tailandeses, se tornou um esporte importante para a sua cultura e, atualmente, o país é berço de muitos jogadores de alto nível. Um dos maiores destaques é a tailandesa Nutcharut 'Mink' Wongharuthai de apenas 23 anos, que é a nº 1 no ranking mundial de sinuca feminina e a única mulher a alcançar o feito da quebra máxima, a quebra mais alta possível na sinuca. Outros tailandeses que se destacam no esporte são Thepchaiya Un-Nooh e James Wattana.

Foto: Jakob Owens/Unsplash





CLIQUE AQUI E FALE COMIGO PARA ANUNCIAR SEU NEGÓCIO E
FAZER PARTE DA MAIOR REDE DE DIVULGAÇÃO NA INTERNET !





VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

MODA: Podyh AW24

NEGÓCIOS: Franquias que faturam ainda mais no verão, conheça opções para diversificar (e esquentar) seus investimentos

NEGÓCIOS: Startups do Cubo Itaú recebem R$2,8 bilhões de investimento em 2023

NEGÓCIOS: San Paolo reforça time de marketing para acelerar expansão da marca no Brasil

MODA: C&A lança segunda coleção de jeans rastreável em parceria com o movimento Sou de Algodão

NEGÓCIOS: Dia Internacional da Mulher, 10 empreendedoras para conhecer e se inspirar

DECORAÇÃO: Com Casa 214, Boticário aposta em mercado em ascensão e anuncia a chegada de produtos focados em aromas para casa

TURISMO: Fairmont Rio de Janeiro anuncia a segunda edição do Fairmont Rio Golf Weekend

NEGÓCIOS: Skala Cosméticos recebe investimento estratégico da Advent