MODA: Bruna Marquezine se emociona em entrevista com Silvia Braz durante a Paris Fashion Week

Imagem
A atriz e a comunicadora se encontraram no quarto de hotel da atriz que se emocionou ao falar de família, carreira, escolhas pessoais e sua auto descoberta por meio da moda Silvia Braz entrevista Bruna Marquezine | Créditos Marlon Brambilla Durante a Semana de Moda de Paris que acontece até terça-feira (5), Silvia Braz conduziu entrevista exclusiva com a atriz Bruna Marquezine que em meio a lágrimas e risadas, contou percepções da sua vida pessoal e espetacular carreira que iniciou aos 5 anos de idade.   Surpreendendo seus espectadores, Silvia Braz inovou ao direcionar os holofotes não só às passarelas, mas também às brasileiras inspiradoras. Na entrevista, Bruna Marquezine se abriu em uma conversa franca e reveladora. Emocionada revelou "Sempre que eu falo que comecei a trabalhar com 5 anos as pessoas pensam: 'nossa, a mãe dela deve ser mãe de miss'. Eu quero falar disso e eu fico com vontade de chorar porque eu hoje, muito nova, conquistei muita coisa.

NEGÓCIOS: Startup curitibana de venda e locação de imóveis chega ao mercado disposta a competir com gigantes

Imoveistock promete revolucionar o mercado local a partir da implementação de novidades tecnológicas e vendas baseadas em indicações feitas por gigantesca base de afiliados (Foto: Divulgação)


A revolução digital impôs novas formas de trabalhar os velhos negócios. No ramo de imóveis, por exemplo, já é conhecido que companhias digitais especializadas na venda e locação de casas e apartamentos competem com corretores e imobiliárias tradicionais. Tentando unir estes dois mundos e se valer das vantagens oferecidas por cada um deles, a Imoveistock, uma startup curitibana de venda e locação de espaços residenciais e comerciais, chega ao mercado apostando numa fórmula baseada na sua capacidade de angariar imóveis, oferecendo-os em uma plataforma digital que garante variedade, agilidade e praticidade a todo o mercado, mantendo as tradicionais empresas de corretagem, que aparecem como protagonistas.

 

O fundador e CEO da Imoveistock, André Silva, explica os grandes diferenciais da plataforma que chegou ao mercado neste início do segundo semestre de 2023: "Queremos destaque por nossa capacidade de captação de imóveis. Temos em Curitiba uma rede com mais de 6 mil afiliados que nos fazem indicações. Essa é nossa grande aposta: seremos uma grande prateleira de oportunidades para compradores e inquilinos, oferecendo também aos proprietários uma experiência inédita ao permitir que eles próprios cadastrarem gratuitamente sua casa/apartamento na nossa plataforma, conectando-os com mais de 300 imobiliárias locais, que passam a ter os dados de um novo imóvel disponibilizado na praça, dentro dos seus portfólios, propiciando assim uma pulverização simultânea entre agentes ativos do mercado imobiliário, trazendo maior velocidade no processo de venda ou locação", conta. Segundo os administradores do negócio, a Imoveistock já tem um portfólio de R$ 560 milhões em seu estoque de imóveis disponíveis no site.

 

O modelo é inédito e aposta em comissões vantajosas a corretores e imobiliárias para que negociem imóveis na plataforma. A ideia é que ao invés de tirar estas empresas da equação, elas tornem-se aliadas do processo, potencializando o alcance dos empreendimentos vendidos, sem onerar o vendedor ou o comprador. Além disso, outro trunfo é o chamado "fator humano" na hora da negociação, um detalhe relevante para muitos compradores: "Na corretagem, o cliente ainda gosta de apertar a mão de alguém, mesmo diante da perspectiva de comprar/alugar uma casa ou apartamento virtualmente. O processo humanizado e de conexões é insubstituível. É justamente nisso que os corretores e as imobiliárias são especialistas, por isso são pilares estratégicos do modelo de negócio que desenhamos", explica Silva.

 

A dinâmica proposta pela plataforma foi concebida a partir de uma longa jornada de experiência de mercado de seus criadores, uma trajetória que os levou a conhecer de perto os problemas e as dificuldades enfrentadas pelos players do segmento. O CEO da Imoveistock conta que o grupo responsável pela criação da plataforma chegou a abrir uma imobiliária de médio porte em Curitiba no ano de 2015, um projeto que, na época, começou a esbarrar em um problema comum a outras empresas do segmento: a dificuldade em angariar imóveis, seja para venda ou locação. Outro entrave foi a crescente insatisfação de proprietários com a demora para a negociação de seus espaços. As dificuldades fizeram a imobiliária ser fechada em apenas dois anos de funcionamento, mas deram aos criadores da Imoveistock a percepção do que precisam fazer para oferecer um produto imobiliário moderno e relevante, capaz de se aliar à outras empresas do segmento para oferecer mais opções de imóveis sem abrir mão da agilidade e praticidade típicas de um serviço feito para Internet.

 

Tecnologia e futuras metas

 

Embora chegue ao mercado apostando primeiramente em oferecer uma sólida variedade de empreendimentos para venda e locação a partir de indicações, a imoveistock já trabalha na aplicação de robustos recursos tecnológicos em futuras versões do aplicativo. O objetivo principal é otimizar a busca pelo imóvel ideal através do uso de recursos como realidade aumentada e inteligência artificial, entre outras features ainda mantidas sob sigilo pelos criadores da plataforma: "Temos novidades superinteressantes e inéditas voltadas, principalmente, aos parceiros da plataforma, que terão um ambiente logado totalmente exclusivo. Sem contar que no nosso modelo de buscas, os filtros foram elaborados para trazer maior assertividade nas pesquisas, mas os maiores atrativos serão tecnologias que estrearemos em breve. Estamos atentos ao nosso ecossistema e de olho em todas as novidades surgindo no mercado. Essas features serão testadas e implementadas posteriormente", conta Silva.

 

Focada no mercado de Curitiba e Região Metropolitana, a plataforma tem planos de se inserir gradativamente e crescer no segmento local antes de expandir para outros polos imobiliários do País. De acordo com os gestores, o objetivo primário é alcançar cerca de 5% do total de transações em vendas e locações no primeiro ano do projeto. No médio prazo, a meta é de uma participação próxima dos 20% das negociações no mercado imobiliário de Curitiba e Região Metropolitana.



Mais informações em www.imoveistock.com.br



Startup curitibana de venda e locação de espaços residenciais e comerciais chega ao mercado apostando numa fórmula.







SIGA NAS REDES SOCIAIS:




CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !





VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

MODA: Podyh AW24

NEGÓCIOS: Franquias que faturam ainda mais no verão, conheça opções para diversificar (e esquentar) seus investimentos

NEGÓCIOS: Startups do Cubo Itaú recebem R$2,8 bilhões de investimento em 2023

NEGÓCIOS: San Paolo reforça time de marketing para acelerar expansão da marca no Brasil

MODA: C&A lança segunda coleção de jeans rastreável em parceria com o movimento Sou de Algodão

NEGÓCIOS: Dia Internacional da Mulher, 10 empreendedoras para conhecer e se inspirar

DECORAÇÃO: Com Casa 214, Boticário aposta em mercado em ascensão e anuncia a chegada de produtos focados em aromas para casa

AUTOMÓVEIS: Volkswagen Financial Services aposta na tendência dos carros por assinatura e registra crescimento na procura pelo serviço

TURISMO: Fairmont Rio de Janeiro anuncia a segunda edição do Fairmont Rio Golf Weekend