Pretah leva samba, MPB e sons regionais ao Palco Sesc

Imagem
Foto: Divulgação  Quarta-feira 17/04, é dia de Palco Sesc e quem se apresenta desta vez é a cantora  Pretah . A ação é parceria do  Sesc Cultura , integrante do Sistema Comércio e  Shopping Campo Grande  . A apresentação começa às 18h30, na praça de alimentação, aberta ao público. Pretah apresenta um repertório repleto de músicas brasileiras, como samba, incluindo também canções de compositores regionais. Serviço – Informações pelo telefone (67) 3311-4300 ou pelo WhatsApp (67) 3311-4417. Acompanhe as ações do Sesc Cultura @sescculturams e Facebook/sescculturams e no aplicativo "Encontre no Sesc". CLIQUE E FALE COMIGO: @OBLOGUEIROOFICIAL SIGA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM:   www.instagram.com/oblogueirooficial PINTEREST:   www.br.pinterest.com/oblogueirooficial TIKTOK:  www.tiktok.com/@oblogueirooficial FACEBOOK:  www.facebook.com/siteoblogueiro THREADS:   www.threads.net/@oblogueirooficial TWITTER:   www.twitter.com/siteoblogueiro CLIQUE  AQUI   E INSC

Feira em Hong Kong deve gerar US$ 16 milhões para empresas brasileiras


Foto: Cortesia CICB


 

De volta para Hong Kong, a maior feira da indústria de base para produtoras de couros e calçados, a APLF superou as expectativas das empresas brasileiras. Apoiadas pelo Brazilian Materials, programa de fomento às exportações realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), nove empresas do setor reportaram negócios que ultrapassam US$ 16 milhões, entre efetivados e alinhavados no evento realizada entre os dias 21 e 23 de março. A cifra é mais do que o dobro do registrado na edição de 2023 (US$ 7 milhões).
 

A gestora de Marketing e Relacionamento da Assintecal, Aline Santos, conta que o retorno da feira a Hong Kong, após cinco anos ocorrendo em Xangai e Dubai, facilitou as negociações e foi motivo de euforia e otimismo para expositores e compradores. "As facilidades para a entrada em Hong Kong ajudaram muito na visitação ao evento. Tivemos visitas importantes de grandes players dos mercados da China, Índia, Indonésia, Estados Unidos, México, Tailândia, Itália, Vietnã, Paquistão, Turquia, Filipinas, Rússia e Japão", destaca. Segundo ela, foram realizados 178 contatos com o mercado internacional. "Mesmo com o mercado externo ainda muito instável, os negócios surpreenderam positivamente. Os materiais e químicos brasileiros são cada vez mais bem vistos pelo mercado internacional, devido aos atributos de qualidade e sustentabilidade, e isso ajuda muito no desempenho", acrescenta Aline.
 

Participaram da APLF, apoiadas pelo Brazilian Materials, as empresas Systemhaus, Química Carioca, Corium Química, Seta, Master Equipamentos, Noko, Ecovita, Michelon e Tanac.
 

Feira
Em sua edição comemorativa de 40 anos, a APLF voltou a Hong Kong depois de cinco anos, o que facilitou a logística para a visitação de compradores de todo o mundo, especialmente da Ásia e da Europa. No total, foram 739 expositores que receberam mais de 28 mil visitantes de 42 países.

 


SIGA NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !




VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

"Acampamento de Magia para Jovens Bruxos" estreia no Gloob na próxima sexta-feira, dia 12

MODA: Podyh AW24

Indústria brasileira desacelera diversificação do portfólio no primeiro trimestre

ESPORTES: YoPRO anuncia sua primeira corrida em parceria com Norte Marketing

Atlantica Hospitality International lança empreendimento na região da Avenida Paulista em São Paulo

Tarkett cria piso vinílico que facilita paginações criativas

#RespeitaMeuCapelo: chapéu de formatura é recriado para atender cabelos de pessoas negras

Com marcas como TIM, PRIO, Hashdex e Invest.Rio e nomes de peso no conselho, Instituto 12 nasce no coração do Leblon para fomentar a inovação no Rio

Empreendedorismo Familiar e superação: Do garoto vendedor de cocada na Zona Leste à CEO de 3 empresas, e sócio do Káka Diniz e João Kepler