Maybelline NY anuncia Ludmilla como nova porta-voz da marca

Imagem
Única, valiosa e blindada, a cantora estreia na marca número #1 de maquiagem do mundo. Foto: Divulgação     Cantora, famosa por sua versatilidade musical e ganhadora do Grammy Latino de 2022, Ludmilla agora também é porta-voz de Maybelline NY , marca número 1 de maquiagem no mundo*.   Maybelline NY , marca que sempre encorajou as pessoas a terem confiança para se expressarem em todos os momentos, se une à cantora Ludmilla para escrever uma nova história na categoria de maquiagem no Brasil. Para celebrar esse momento, o novo manifesto ''Única como Você'' , reforça a superioridade de ser a marca número 1 de maquiagem no mundo, com tecnologia e diversidade única. Por meio desse conceito, Maybelline NY reafirma seu propósito de empoderar consumidoras de todas as origens a expressar suas individualidades e serem elas mesmas.   Ao ter Ludmilla como novo rosto da marca, Maybelline NY a reconhece não apenas como uma artista talentosa, mas também como uma fig

Novas tendências para a construção civil

Sustentabilidade é imperativo e Inteligência Artificial não vai substituir bons profissionais. Foto: Divulgação


 

 

Lígia Marta Mackey*


A tecnologia tem mudado a forma de se fazer Engenharia e, embora este seja um desafio, ainda bem. O mundo precisa construir uma nova economia e isso inclui, necessariamente, transformações. Uma das vantagens de atuar no mercado de construção civil há mais de 30 anos, é acompanhar este processo de perto. Falar em sustentabilidade, por exemplo, não é mais opcional, é imperativo. A construção civil é uma área que produz muitos resíduos e tem um consumo considerável de energia, por exemplo. Felizmente, a cada dia surgem novas soluções que ajudam o setor a diminuir seu impacto. Estar aberto a elas significa não apenas fazer a sua parte para lidar com a emergência climática ou atender a consumidores cada vez mais preocupados com a questão, mas também reduzir gastos.

 

Apesar de, frequentemente, ser necessário um investimento inicial em novas tecnologias, aderir a elas ajuda a otimizar processos e a economizar no longo prazo. Isso sem falar que os governos costumam dar incentivos fiscais e financiamentos especiais para projetos sustentáveis, a exemplo do IPTU Verde, que traz descontos no imposto a obras que implementam sistemas ecoeficientes em vários municípios.

 

Segundo o United States Green Building Council (USGBC), o Brasil é o quinto com mais construções sustentáveis no mundo em uma lista de 180 países. Utilizar técnicas ou materiais ecológicos é uma das formas de fazer isso, para que uma obra seja, de fato, considerada sustentável, é preciso muito mais. Eficiência energética e gestão de resíduos, por exemplo, fazem parte do combo.

 

Vale citar aqui o BIM (Building Information Modeling - Modelagem da Informação da Construção, em português), uma metodologia que utiliza um conjunto de softwares e ferramentas que integram projetos em diversas etapas da construção civil e, assim, tornar as obras mais rápidas, baratas e sustentáveis. Isso é possível porque, com uma melhor visualização dos projetos, a solução permite diminuir o desperdício de materiais e o gasto de energia, por exemplo. Obras feitas com o BIM costumam custar até 20% menos, além de serem concluídas com mais agilidade.

 

Também é importante estarmos atentos ao assunto do momento: a Inteligência Artificial (IA). A construção civil já está sendo impactada por soluções que vem da área. O próprio BIM, que acabei de citar, está ligado a ela. O que a IA tem feito é, basicamente, otimizar o trabalho dos profissionais da área tecnológica, ajudando-os a ficarem menos sobrecarregados com demandas manuais, possibilitando que eles possam pensar em melhorias para fazer mais e melhor.

 

Não acredito que a IA vai fazer as pessoas perderem seus empregos. O trabalho do engenheiro civil vai continuar sendo crucial para a segurança de todo tipo de edificação. As máquinas precisam ser supervisionadas. Afinal, se um prédio ou uma ponte colapsar, quem vai ser responsabilizado? É claro que para usar bem tanta novidade, precisamos entender como elas funcionam e a capacitação é essencial. O mercado vai sim exigir que as pessoas saibam trabalhar com a tecnologia e quem não se adaptar vai ficar para trás.

 

*Lígia Marta Mackey é engenheira civil e presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP)



SIGA NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !







VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

"Acampamento de Magia para Jovens Bruxos" estreia no Gloob na próxima sexta-feira, dia 12

MODA: Podyh AW24

Indústria brasileira desacelera diversificação do portfólio no primeiro trimestre

ESPORTES: YoPRO anuncia sua primeira corrida em parceria com Norte Marketing

Nubank Ultravioleta anuncia entrada no segmento de viagens com lançamento da Conta Global para clientes

Atlantica Hospitality International lança empreendimento na região da Avenida Paulista em São Paulo

Tarkett cria piso vinílico que facilita paginações criativas

Zeca Camargo, Julia Kater e Paulo Nimer Pjot marcam presença na Arena Iguatemi na 20ª edição da SP-Arte

#RespeitaMeuCapelo: chapéu de formatura é recriado para atender cabelos de pessoas negras