AUTOMÓVEIS: Ford anuncia o lançamento da nova F-150 2024 no Brasil no segundo semestre

Imagem
Foto: Divulgação A evolução constante é uma das características da linha, que está sempre inovando e antecipando as tendências do mercado.   A Ford anunciou o lançamento da nova F-150 2024 no Brasil no segundo semestre. A versão atualizada da picape, lançada no começo do ano nos Estados Unidos, traz aprimoramentos no design, na tecnologia e nos equipamentos para ampliar a sua liderança global no segmento.   Picape mais vendida da América do Norte há 47 anos consecutivos, a F-150 também está presente nos principais mercados do mundo, incluindo China, Ásia, Europa, Austrália, África e América do Sul. No Brasil, ela foi lançada há pouco mais de um ano e tornou-se um símbolo de robustez, segurança, conforto e sofisticação.   "A F-150 construiu sua liderança global porque é um produto que está constantemente evoluindo e inovando, sempre à frente das tendências e antecipando as necessidades do mercado", diz Martín Galdeano, presidente da Ford América do Sul. &qu

O mito do capitalismo: um olhar crítico e analítico sobre o atual sistema financeiro, mas sem pessimismo - tema de extrema importância por conta dos debates políticos e econômicos no Brasil


Livro cria uma ponte entre a esquerda e a direita, desmistificando o atual sistema econômico e escancarando como a sua má administração é nociva para a sociedade e para as pequenas empresas. Foto: Divulgação


 


 

A Buzz Editora, que já publicou diversos livros de negócios e de empreendedorismo, lança uma obra que olha para a economia de modo panorâmico, abrangente, crítico e revolucionário. O mito do capitalismo, de Jonathan Tepper e Denise Hearn, adota um tom crítico e analítico sobre o atual sistema financeiro, mas sem pessimismo.

Reconhecendo que, atualmente, não existe uma concorrência saudável, já que poucos tubarões dominam o mercado, os autores acreditam ser possível restaurar o estado de desenvolvimento e a concorrência positiva que só o capitalismo oferece — e que facilita a vida dos consumidores, pois, segundo eles, a verdadeira concorrência gera liberdade, oportunidades e desenvolvimento.

 

Esse tema é de extrema importância, porque 2024 segue como um ano de muitos debates políticos e econômicos no Brasil, e, como sabemos, livros teóricos que discutem a situação das empresas e dos governos são importantíssimos para melhorar o nível de debate e compreensão.

 

O mito do capitalismo descortina as práticas capitalistas corruptas e o atual funcionamento de empresas e estados — mas também propõe mudanças no cotidiano e no posicionamento das pessoas como cidadãs e consumidoras.

 

O livro cria uma ponte entre a esquerda e a direita, desmistificando o atual sistema econômico e escancarando como a sua má administração é nociva para a sociedade e para as pequenas empresas.

 

Jonathan Tepper, conceituado investidor, empresário e pesquisador da área de economia, e Denise Hearn, autora renomada e consultora de investimentos, apresentam um panorama do capitalismo contemporâneo: o mercado é controlado por grandes corporações, que engolem os microempreendedores e eliminam a liberdade de escolha do consumidor.

 

Diante desse cenário, é um mito a ideia de que existe um livre mercado, já que empresas como Google, Apple e Amazon dominam a economia e, com ela, a sociedade.

 

Segundo Tepper e Hearn, o problema não está na competição — que, aliás, é muito bem-vinda —, mas no monopólio de grandes empresas. Juntos, eles mostram como grandes negócios subverteram o capitalismo e propõem soluções que abrem caminho para um maior crescimento econômico, mais empregos, melhores salários e condições igualitárias de concorrência.

 

Angus Deaton, vencedor do prêmio Nobel de Economia em 2015, analisa a obra: "Tepper e Hearn argumentam que a desigualdade é o sintoma, não a doença. O livro é um relato crucial e repleto de informações, dados e pesquisas recentes." Já Michael Spence, vencedor do prêmio Nobel de Economia em 2001, sentencia: "Este livro aborda as consequências do capitalismo de monopólio de maneira única. Espero que tenha o impacto que merece".

 

Sobre os autores:

 

Jonathan Tepper é diretor de investimentos da Prevatt Capital, empresa de ativos que projeta investimentos com base em pesquisas globais. No começo de sua carreira, fundou o DemotiX, um site de jornalismo e agência de fotos que em 2012 foi vendido para uma empresa comandada por Bill Gates. No meio acadêmico, o autor acumula prêmios e honrarias em história e economia pela Universidade da Carolina do Norte e pela Universidade Oxford.
 

Denise Hearn é escritora, consultora e trabalha com investidores, políticos e organizações que usam seu capital em prol de um futuro saudável e igualitário. Seus artigos foram publicados em jornais influentes, como Financial Times e Washington Post. Denise possui MBA pela Escola de Negócios de Oxford e é formada em estudos internacionais pela Universidade Baylor.
 

FICHA TÉCNICA

Formato 16 x 23 cm

Páginas 344

Tiragem 5 mil

ISBN impresso 978-65-5393-038-4

R$ 79,90

ISBN e-book 978-65-5393-036-0

R$ 59,90

Gênero não-ficção, economia

Classificação 16+


 



CLIQUE E FALE COMIGO:


🇧🇷 SIGA O BLOGUEIRO OFICIAL DO BRASIL NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !



S O L I D A R I E D A D E
AJUDE A EQUIPE EM NOSSO TRABALHO SOCIAL,
FAÇA SEU PIX COM QR CODE E COLABORE COM QUALQUER VALOR:







VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

INTERNET: Nizam publica foto totalmente nu e choca a web

Victor Prado, ator de pornôs gay, se compara a Rodrigo Santoro e outros atores para afirmar heterossexualidade: "É apenas uma atuação", declara

Céu lança Novela

Ferragamo Hug Bag

CELEBRIDADES: Ex-BBB Nizam publica novo ensaio nu

POLÍTICA: ‘Segurança cibernética eficiente depende da colaboração de todos’, diz Juscelino Filho em seminário com lideranças mundiais

MODA: Podyh AW24

SOLIDARIEDADE: ‘Sábado Solidário’ arrecadas mais de 40 toneladas de doações