GASTRONOMIA: Aprenda a fazer Torta de Sorvete

Imagem
Receita rende até 08 porções e pode ser uma opção coringa para servir. Foto Divulgação Que tal uma torta de sorvete feita com leite condensado e bolacha maisena? Finalizada com uma deliciosa calda de chocolate, essa receita promete encantar a todos os convidados. Para aprender como fazer, confira o modo de preparo abaixo: Ingredientes: Para a Torta 130 g de Biscoito Maizena Piraquê 1 ½ pacote de Biscoito Maizena Piraquê 70 g de manteiga derretida 2 latas de leite condensado 300 ml de leite 6 gemas 800 g de creme de leite fresco batido em ponto de chantilly ½ xícara de calda de chocolate Para a Calda de chocolate 90ml de água 12g de chocolate em pó 140g chocolate meio amargo 110g de açúcar 60g de manteiga 90g de glucose de milho Modo de Preparo: - Prepare a calda de chocolate. Em um liquidificador, bata a água e o chocolate em pó. - Coloque em uma panela e leve a

5 maneiras da indústria manter as vendas aquecidas para o varejo fora das datas comerciais



---------- Forwarded message ---------
De: Larissa Alcalá <thalita.arifa@pinepr.com>
Date: sex., 31 de mai. de 2024, 10:30
Subject: 5 maneiras da indústria manter as vendas aquecidas para o varejo fora das datas comerciais
To: <marcosrogeriogomesbr@gmail.com>



‍ ​​  

Especialista da Trademaster ensina como ter boa recorrência na oferta de produtos, mesmo depois do Dia das Mães e Namorados
 

 

Com a proximidade de datas comerciais como Dia dos Namorados e o recente Dia das Mães que movimentou o varejo, a indústria busca alternativas para manter um ticket médio em vendas. Neste ano, somente para 12 de junho, a projeção de lucro é de cerca de R$ 2,5 bilhões, segundo pesquisa recente divulgada pela Ebit | Nielsen. Muito além das datas comerciais, no entanto, um dos principais desafios para a indústria moderna está em fidelizar clientes e manter vendas recorrentes, ao longo de todo o ano, mesmo quando não há sazonalidade específica para impulsionar o comércio.

"Além do alto nível de exigência sobre a qualidade dos insumos e produtos, é preciso considerar fatores como preço, entrega, relacionamento e pós-venda. Os gestores da indústria têm de estar atentos às principais tendências e demandas que varejistas e distribuidores apresentam, que contribui não só para o aumento do índice de vendas recorrentes, como para a melhora da percepção do mercado sobre a marca, gerando valor a longo prazo", garante André Correa Diretor Comercial da Trademaster, fintech que potencializa as vendas de grandes indústrias e distribuidores para pequenos e médios varejistas.
‍ ​​  
A seguir, o especialista ensina cinco formas de manter as vendas, mesmo após a passagem de grandes datas para o varejo. Confira!


1. Entenda as expectativas do seu cliente

O primeiro passo para criar uma relação sólida e duradoura com o cliente é entender suas expectativas e necessidades. Isso pode ser feito por meio de pesquisas de mercado, análise de feedbacks e estudos de comportamento dos varejistas e distribuidores. Outra forma de compreender as demandas é estabelecendo um canal de comunicação eficiente. Ele permite a coleta das informações que nortearão o planejamento — o que pode ter impactos positivos até mesmo no chão de fábrica.

"Não hesite em investir em pesquisas e outras fontes de coleta de dados para ter à disposição informações que deem base às decisões. Essa prática pode gerar economias em outros setores, como nas ações de marketing e manutenção do relacionamento com os clientes. A participação em feiras e fóruns também pode trazer novas visões, tendências e tecnologias que ajudarão a entender as necessidades do mercado", recomenda Correa.
‍ ​​  
 

2. Mantenha um padrão de qualidade nos produtos

A qualidade de um produto é um dos fatores que mais geram impacto na decisão de compra, independentemente do segmento. Na indústria, além de seguir as normas que fiscalizam a produção, deve-se ir mais longe, oferecendo um controle rigoroso em todos os processos. Invista em tecnologia, profissionais capacitados e em insumos de alto nível para assegurar que o resultado ao final da linha de produção atenda ou supere as expectativas. Outra dica relevante é promover treinamentos que atualizem constantemente os encarregados pelas etapas. "Desenvolva manuais, vídeos educativos e outras estratégias que demonstram o compromisso com a qualidade final em todos os segmentos", garante o diretor.
‍ ​​  
 

3. Tenha um pós-vendas eficiente

O relacionamento com o cliente não deve se encerrar após a conclusão da venda — e isso também vale para a indústria. Tenha uma equipe responsável por entrar em contato com cada tomador de decisão para assegurar uma boa experiência da compra até o recebimento dos pedidos. Confira se todos os itens chegaram adequadamente, se houve dificuldades e se todas as expectativas foram atendidas. "Além de fidelizar o cliente, você ainda terá uma boa fonte de informações sobre quais são os pontos fortes e fracos da sua indústria. Utilize esses dados para fortalecer suas estratégias e garantir resultados melhores", explica Correa.


4. Busque oferecer mais prazo de pagamento

O prazo de pagamento costuma ser uma das dores principais dos clientes de indústrias. Em geral, prazos menores comprometem o fluxo de caixa de varejistas e distribuidores, porque isso significa que há menos tempo disponível para vender os itens e obter lucro. Nesse contexto, uma forma de fidelizar o público envolve oferecer prazos mais elásticos para o pagamento das compras. Isso permitirá que os lojistas, por exemplo, equilibrem melhor as entradas e saídas financeiras de seus negócios. Com mais tempo para pagar, os lojistas realizam compras maiores. Atualmente o mercado conta com fintechs que facilitam essa operação.


5. Estabeleça e acompanhe métricas

Além de se comprometer com os passos anteriores, é essencial mensurar de maneira útil os resultados. Portanto, defina quais são os indicadores que fazem mais sentido para o negócio, considerando pontos baixos e altos que devem ser usados como parâmetro de sucesso ou fracasso.

Para isso, reúna-se com cada líder de setor e ouça o que eles têm a dizer sobre a rotina da operação. Eles tendem a conhecer melhor quais são os problemas recorrentes em cada departamento que precisam de intervenções capazes de melhorar as entregas. Uma boa dica é utilizar a metodologia SMART para definir metas que servirão para orientar o foco na fidelização. Segundo esse método, cada objetivo deve ser; specific (específico): defina um objetivo claro, que todos consigam visualizar; measurable (mensurável): meça cada passo dado em direção à conquista do meta maior; attainable (alcançável): o propósito desse esforço precisa ser alcançável; realistic (realista): estabeleça apenas objetivos que façam sentido à realidade da sua indústria, como aumentar a fidelização ou o volume de compras recorrentes; e time-based (baseado em tempo): coloque um prazo limite para o resultado ser atingido.

"Ao final do ciclo de cada meta utilizando esse método, recompense os colaboradores envolvidos diretamente. Fidelizar o cliente interno é tão importante quanto reconhecer os externos, uma vez que ele é essencial para o funcionamento das operações da indústria", finaliza Correa.
‍ ​​  

‍ ​​  


André Correa_Diretor Comercial_Créditos Divulgação




VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

Céu lança Novela

POLÍTICA: ‘Segurança cibernética eficiente depende da colaboração de todos’, diz Juscelino Filho em seminário com lideranças mundiais

Ferragamo Hug Bag

MODA: Podyh AW24

SOLIDARIEDADE: ‘Sábado Solidário’ arrecadas mais de 40 toneladas de doações

BELEZA: Favoritos do mês! Veja quais são os queridinhos do momento na Sephora

EVENTOS: Bazar da Cidade de inverno

ENTRETENIMENTO: Elenco de "No Rancho Fundo" prestigia Orquestra Ouro Preto e Carlinhos Brown na Praia de Copacabana