ARTE: Instituto Tomie Ohtake apresenta Maria Lira Marques - Roda dos Bichos

Imagem
Artista natural do Vale do Jequitinhonha, tem sua primeira exposição individual institucional da carreira, apresentando trabalhos realizados nas últimas três décadas, a partir do barro que extrai das encostas mineiras para produzir cerâmicas e pigmentos naturais para suas pinturas e esculturas. Foto: Divulgação Abertura: 02 de março de 2024 – às 11h Em cartaz até 26 de maio de 2024   O Instituto Tomie Ohtake apresenta Roda dos Bichos , exposição dedicada à produção de Maria Lira Marques. Tendo como curador Paulo Miyada e curadora assistente Sabrina Fontenele, a mostra reúne trabalhos de toda a carreira de Lira Marques, que nas últimas três décadas extrai o barro das encostas mineiras para produzir cerâmicas e pigmentos naturais para suas pinturas e esculturas. Com uma produção profundamente marcada pelo imaginário do semiárido mineiro, a artista se destaca por desenvolv

NEGÓCIOS: Indústria de máquinas projeta USD 15 MI em negócios internacionais durante Agrishow 2023


Evento receberá dinâmica específica, promovida pelo Programa Brazil Machinery Solutions (BMS), voltada à promoção da exportação; no total, 17 compradores, vindos de 11 países, se reunirão com mais de 60 empresas brasileiras participantes da Rodada Internacional de Negócios


De 01 a 03 de maio, a cidade de Ribeirão Preto (SP) receberá a Agrishow 2023, maior feira de tecnologia agrícola da América Latina e uma das maiores do mundo. Na oportunidade, cerca de 60 fabricantes brasileiros de máquinas e equipamentos voltados para este setor e 16 compradores, entre distribuidores, representantes e importadores finais, vindos de 11 países da América Latina, dos EUA, da África e da Europa, participarão de uma Rodada Internacional de Negócios. A iniciativa espera alcançar o equivalente a USD 15 milhões em negócios realizados.

Realizada pelo programa Brazil Machinery Solutions (BMS) - fruto da parceria da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), a rodada promoverá cerca de 450 reuniões, proporcionando às empresas a oportunidade de concretizar potenciais negócios, estreitar relacionamentos comerciais e acessar os mercados específicos da África do Sul, Gana, Quênia, Chile, Colômbia, Peru, Nicarágua, República Dominicana, Estados Unidos,
Bélgica e Hungria.

"Estamos retomando as rodadas de negócios presenciais na Agrishow após um intervalo de três anos, por conta da pandemia, com expectativas extremamente positivas, porém cautelosas. Acreditamos que o objetivo dos USD 15 milhões em exportação seja factível, se
levarmos em consideração que na última edição, em 2019, reunimos 52 fabricantes brasileiros e 15 potenciais compradores de oito países, que totalizaram aproximadamente USD 33 milhões em negócios realizados durante e em decorrência desta dinâmica", destaca
Patrícia Gomes, Diretora de Mercado Externo da ABIMAQ.

Segundo dados do BMS, em 2022, as exportações brasileiras de máquinas e equipamentos agrícolas alcançaram USD 1,7 bilhão, 33,6% a mais do que no ano anterior. A América do Sul se mantém como a principal região destino, correspondendo a 58% da pauta exportadora
do segmento, no período somou US$ 1,02 bilhão de volume comercializado, após um crescimento de 37% em relação ao ano anterior. A atuação mais intensiva do Brasil na América do Sul é natural, considerando a estratégica de trabalho junto aos países vizinhos.

Contudo, regiões trabalhadas na Rodada de Negócios como América do Norte, África e Europa, apresentam crescimento expressivo. Em 2022 as exportações com destino à América do Norte cresceram 23% em relação ao ano anterior, somando US$ 258 mi, enquanto a Europa, com um crescimento de 29%, somou US$ 157 mi, seguida pela África, que após um crescimento de 45% somou US$ US$ 139 mi no volume das exportações brasileiras de máquinas e equipamentos agrícolas.

Para Patrícia, esses destinos são de grande importância, pois além de serem os mercados mais competitivos para a indústria brasileira, são os que optam por modelos de tecnologia avançada e preço acessível. "Vale mencionar também que, especificamente no caso da África, o maquinário brasileiro opera no cerrado, que tem similaridades com as condições da savana africana", completa.

Além da Rodada de Negócios, a Agrishow receberá o Projeto Imagem, que reunirá jornalistas de veículos com abrangência na África, regiões da Ásia, Europa, América Latina e Oriente Médio, para a cobertura do evento. A iniciativa, realizada também pelo Programa BMS, visa promover a imagem do Brasil no exterior por meio da imprensa internacional. A estimativa é que a Agrishow 2023 receba mais de 150 mil visitantes, além de contar com a participação de cerca de 800 empresas expositoras. A feira terá como destaque as mais recentes tecnologias em máquinas e equipamentos agrícolas, além de apresentações de palestras e debates sobre o setor.




Por @oblogueirooficial



SIGA NAS REDES SOCIAIS



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE



MAIS ACESSADAS:

Tecnologia excludente

TECNOLOGIA: Modernização tecnológica contribui para sustentabilidade e melhora imagem de empresa para clientes e investidores

LITERATURA: Existe relacionamento perfeito?

NEGÓCIOS: Agrishow 2023

BELEZA: Especialista analisa os procedimentos estéticos dos participantes do BBB 23 "Exagerou"

Literatura empodera mulheres

NEGÓCIOS: Concretizando internacionalização, Agrotools anuncia diretor de operações na América do Norte

DECORAÇÃO: Design Dopamina

ENTRETENIMENTO: NFT.Brasil