EDUCAÇÃO: Quero Bolsa oferece cursos profissionalizantes com certificado gratuito em parceria com a plataforma Realizzare

Imagem
Nova parceria da Quero Bolsa permite emissão gratuita de certificados para onze cursos online a partir de 23 julho   A partir do dia 23 de julho, a Quero Bolsa , maior portal de educação do Brasil, oferecerá gratuitamente os certificados de onze cursos profissionalizantes oferecidos pela plataforma online Realizzare Cursos Online. Os cursos já são oferecidos gratuitamente, mas para a emissão dos certificados há o custo de R$ 39,70. A parceria entre as duas instituições permitirá que os alunos tenham acesso gratuito a certificados de onze cursos profissionalizantes, aumentando a possibilidade de empregabilidade.   "Essa parceria trará ainda mais benefícios para quem quer se aprimorar profissionalmente, aumentando as chances de colocação no mercado de trabalho. Sabemos da importância dos certificados para a validação dos conhecimentos adquiridos, além da complementação de carga horária na graduação. Essa iniciativa irá facilitar o acesso a essa etapa tão importante da f

NEGÓCIOS: Linus mira expansão global e anuncia novos países na América Latina e Oceania

Após anunciar chegada ao Uruguai, a empresa de lifestyle sustentável aterrissa no Chile, Peru, Austrália e Nova Zelândia

 

Isabela Chusid, CEO e fundadora da Linus -foto Fernanda Corsin

 

A Linus, marca criadora da primeira sandália de plástico vegana nacional, acaba de anunciar a chegada em novos países da América Latina e Oceania. A expansão começou pelo Uruguai, no início do ano passado, agora a empresa anuncia a entrada no Chile, Peru, Austrália e Nova Zelândia. A expansão acontece por meio de parcerias com lojistas e fornecedores locais, após a Linus começar a ser procurada por consumidores de mais de 140 países por meio do e-commerce. A expectativa é entrar em novos mercados nos próximos meses e estar presente em todos os continentes até 2026.

 

Com e-commerce global e currículo com passagem pela NYFW e SPFW, duas das maiores semanas de moda do mundo, a marca criada pela paulistana Isabela Chusid alcançou 350 pontos físicos no Brasil, 50 acima da meta anunciada para o ano passado - meta alcançada pela empresa em setembro. Agora, a empresa mira na expansão global e quer fortalecer presença na América Latina.

"Estamos vivendo um momento de mudança no mundo da moda, as pessoas estão cada vez mais conscientes do impacto do setor no planeta e na sociedade e buscam consumir produtos com menor impacto, fazendo grandes players saírem da zona de conforto. A Linus permite uma escolha mais fácil, o consumidor não precisa optar entre um calçado sustentável, confortável ou atemporal, nós temos os três pilares. Esperamos anunciar nossa presença em novos países nos próximos meses", conta Isabela Chusid, CEO e fundadora da Linus.

 

Quando criou a Linus, em 2018, com um investimento de 50 mil reais e 900 pares iniciais, Isabela Chusid queria preencher no mercado a busca por calçados atemporais e confortáveis, que não abrissem mão da sustentabilidade. À época, com 23 anos, a empreendedora não imaginava que em poucos anos, após a criação da marca, já causaria grande impacto na cadeia, ao ponto de fazer gigantes do segmento mudarem de estratégia, saírem da zona de conforto e caminharem para um amanhã mais sustentável.

 

Com mais de 20 opções de cores disponíveis e parcerias com marcas que prezam pelos mesmos pilares ou complementares, como a marca de biquínis Cia Marítima e a marca de roupas confortáveis Lela Brandão, a empresa tem alcançado públicos cada vez mais diversos. "Acredito que estamos no rumo certo, inspirando o mercado, trazendo mais empresas e consumidores para o caminho do bem enquanto crescendo de forma financeiramente autossustentável. Nossa meta agora é continuar gerando impacto no setor e expandir os horizontes da Linus", conta Isabela.

 

Para que as sandálias tivessem todas as curvas de apoio para os pés, sem deixar de lado a atemporalidade e a sustentabilidade, Isabela contou com auxílio de designers, engenheiros de material, ortopedistas e especialistas em palmilhas. Produzidas com material 100% reciclável de PVC microexpandido, um dos plásticos mais versáteis da indústria, e compostas por 70% de fontes renováveis, as sandálias percorrem um caminho de sustentabilidade do início, na produção, a chegada aos clientes. A etiqueta é feita de papel, unida às sandálias por um cordão de sisal e são embaladas em caixas de papelão, além de terem toda a emissão de carbono negativada.

 





SIGA NAS REDES SOCIAIS:




CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !





VEJA TAMBÉM:

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Céu lança Novela

MODA: Podyh AW24

Forró Sinfônico: um fim de tarde de dança e música com a Orquestra Sinfônica Heliópolis

Eudora lança primeiro batom 100% customizável para Dia do Batom

POLÍTICA: ‘Segurança cibernética eficiente depende da colaboração de todos’, diz Juscelino Filho em seminário com lideranças mundiais

Ferragamo Hug Bag

SOLIDARIEDADE: ‘Sábado Solidário’ arrecadas mais de 40 toneladas de doações

EDUCAÇÃO: Quero Bolsa oferece cursos profissionalizantes com certificado gratuito em parceria com a plataforma Realizzare