Segunda edição do Salão Literário Infantojuvenil Brasil-Alemanha acontece em maio

Imagem
A i-Lit (Fórum Literário Internacional), em parceria com as editoras Ogro, Girabrasil, Razamba, Fafalag, Gratitude, o estúdio Illustralabor e o Clube do Livro Muenster, vai realizar o 2º Salão Literário Infantojuvenil Brasil-Alemanha, nos dias 4 e 5 de maio de 2024, em Offenbach am Main, na Alemanha.   Para isso acontecer, o evento está recebendo apoio institucional do Consulado-Geral do Brasil em Frankfurt, da Prefeitura de Offenbach, da Der Paritätische (organização não governamental alemã que atua na área social), do Instituto Guimarães Rosa e do Instituto F.I.Z. e.V.   Este segundo Salão proporcionará atividades interativas gratuitas para jovens leitores alemães e para a comunidade brasileira local, e também irá reforçar a riqueza e a diversidade na literatura, atraindo participantes de diversas nacionalidades.   Para Andréia Oliveira Amthor, agente literária e fundadora da i-Lit, o retorno do Salão Literário demonstra que o evento foi bem recebido pelas autoridades

Com restrição de dados e busca por eficiência, programas de fidelidade ganham protagonismo nas marcas


Foto: Divulgação 

* Nathália Dalla Corte

 

A reconfiguração do mercado em relação à gestão de dados e investimentos levou a um movimento pouco esperado no Brasil: o boom dos programas de fidelidade, seja no número de usuários, ou no impacto na geração de negócios.

 

Segundo dados da ABEMF (Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização), o resgate de pontos cresceu 50% em 2022. No segundo trimestre de 2023, esse crescimento foi de 25,9%, chegando a 11,7 milhões de transações no período. Além disso, o Brasil já dispõe de mais de 306 milhões de cadastros nestes programas. Se levarmos em conta ainda programas de cash back, sócios e de cupons digitais, esse impacto é ainda maior. Interessante notar que 95% desses pontos foram acumulados pelos participantes em compras feitas no varejo, um indicativo que as marcas vêm, sim, apostando cada vez mais nesta estratégia.

Esse movimento ocorre em estrita sintonia com o aumento da importância do CRM nos planos de negócio das empresas, pois, se o programa de fidelidade incentiva e dá uma "cara" ao consumidor, o CRM mantém e nutre essa relação para que renda frutos (de ambos os lados). Não por acaso, a área de CRM da minha empresa foi a que mais cresceu em 2023.

 

Mas o que alavancou tamanha movimentação que agora fica mais evidente? Primeiro, depois de alguns adiamentos, chegamos ao famoso fim dos cookies de terceiros, o que restringiu o acesso a dados dos consumidores. Soma-se a isso, uma maior consciência em relação às normas da LGPD, o início da atuação da autoridade de dados e a própria demanda dos consumidores e da sociedade por um uso mais responsável. Ou seja, agora mudou a forma com que as marcas podem encontrar e impactar seus consumidores.

 

Em paralelo, um mercado mais competitivo, digital e com mudanças nos hábitos dos consumidores trouxe uma grande demanda por maior eficiência dos investimentos em mídia, incluindo uma percepção geral de que, neste cenário, é mais vantajoso reter e desenvolver os clientes atuais do que buscar novos, cuja aquisição é mais cara, até como um reflexo da inflação da mídia digital.

 

Outro fator importante neste cenário é a proliferação de pontos de contato, dispersando a atenção da audiência. A dupla programa de fidelidade + CRM consegue em muitos momentos "furar" esta barreira, com destaque para o uso cada vez mais difundido do WhatsApp para comunicação e vendas. Até a questão da criatividade, neste contexto, ganha outra dimensão, pois é possível testar e ter acesso a dados detalhados de qual abordagem é mais efetiva.

 

O avanço do omnichannel – com a integração de vários pontos de contato, vendas e estoques – também potencializa este movimento, pois proporciona ao consumidor escolher a configuração que mais lhe convém, com chances de envolvimentos ainda maiores nesta "teia".

 

Algumas boas práticas, porém, devem ser observadas. A começar por ver o cliente como um só. Infelizmente, ainda é comum marcas terem informações segregadas por departamento, gerando excesso de contatos e grande desalinhamento nas comunicações. E, não basta ter o programa, é necessário ter benefícios atrativos e relevantes (com equilíbrio financeiro de longo prazo) e comunicá-los de forma adequada.

 

Aqui cabe um alerta: forçar a barra com descontos acaba indiscriminadamente por "poluir" a imagem da marca, isso porque se acaba dando muito peso a questão do preço e não a todo o valor que o produto e serviço entrega. E sim, ter muitos canais de relacionamento é bom, mas cresce na mesma medida o cuidado de se manter a coerência neles todos.

 

Por fim, recomendamos uma atenção extra a fraudes – hoje dispomos de tecnologias efetivas neste sentido – e as vendas em marketplaces. A marca deve acompanhar como está a visibilidade de seus produtos neste canal, checando inclusive a qualidade das vendas e experiência por meio dele.

 

Temos todo um novo universo a ser explorado e com tecnologias cada vez mais potentes. As marcam devem priorizar esta área da empresa, inclusive como alavanca para novos insights de negócios e atração de novos clientes em condições mais favoráveis e precisas.

 

* Nathália Dalla Corte é sócia e Vice-presidente de Business & Strategy da Cadastra, empresa global de estratégia, tecnologia, dados e marketing.

 

SIGA NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !

VEJA TAMBÉM:

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Multishow e Globoplay transmitem "SOWETO - 30 Anos Ao vivo" nesta sexta (19)

"Acampamento de Magia para Jovens Bruxos" estreia no Gloob na próxima sexta-feira, dia 12

BBB: Análise das três últimas edições aponta diferenças no comportamento do público nas redes sociais

Ana Clara invade casa do Big Brother Brasil 24 após grande final no Multishow

MODA: Podyh AW24

Indústria brasileira desacelera diversificação do portfólio no primeiro trimestre

Vitrine de Inovações: Agrishow 2024 reunirá mais de 800 marcas expositoras nacionais e internacionais durante os cinco dias de evento

Novo Nordisk é a única farmacêutica presente no Web Summit 2024