GASTRONOMIA: Aprenda a fazer Torta de Sorvete

Imagem
Receita rende até 08 porções e pode ser uma opção coringa para servir. Foto Divulgação Que tal uma torta de sorvete feita com leite condensado e bolacha maisena? Finalizada com uma deliciosa calda de chocolate, essa receita promete encantar a todos os convidados. Para aprender como fazer, confira o modo de preparo abaixo: Ingredientes: Para a Torta 130 g de Biscoito Maizena Piraquê 1 ½ pacote de Biscoito Maizena Piraquê 70 g de manteiga derretida 2 latas de leite condensado 300 ml de leite 6 gemas 800 g de creme de leite fresco batido em ponto de chantilly ½ xícara de calda de chocolate Para a Calda de chocolate 90ml de água 12g de chocolate em pó 140g chocolate meio amargo 110g de açúcar 60g de manteiga 90g de glucose de milho Modo de Preparo: - Prepare a calda de chocolate. Em um liquidificador, bata a água e o chocolate em pó. - Coloque em uma panela e leve a

CULTURA: Nova exposição do Museu da Imigração traz reflexão sobre migração, cultura e pertencimento


A temporária aborda, por meio de elementos audiovisuais, o papel da música como mediadora e operadora de práticas e subjetividades transnacionais.


O Museu da Imigração (MI) – instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo –, em parceria com o Mecila, inaugura, em 2 de junho, às 9h30, a exposição Pertencimentos transnacionais: movimentos e ritmos na música africana.

Composta de registros audiovisuais feitos em apresentações e oficinas de dança e percussão do oeste da África, promovidas por quatro migrantes músicos de Guiné-Conacri residentes em São Paulo, a temporária reflete sobre a simultaneidade da experiência migratória em campos sociais, culturais, políticos e territoriais.

Historicamente, o pertencimento é vinculado, exclusivamente, ao país de nascimento, tornando o migrante um sujeito considerado deslocado por ser de um lugar, mas viver em outro, sem possuir território fixo, e a ausência do local onde nasceu significa romper com suas culturas de origem.

Por outro lado, cada vez mais o fundamento do rompimento tem sido questionado, sendo, o olhar transacional, uma das vertentes mais marcantes dessa reconsideração. Nesse sentido, a migração é vista como um movimento que não somente rompe mas também conecta, ao colocar objetos, pessoas e símbolos em movimento, mesclando culturas, saberes e a sociedade.

É a partir desse olhar que a exposição Pertencimentos transnacionais: movimentos e ritmos na música africana convida a um repensar acerca do pertencimento, ao destacar as vivências que se reconstroem na mobilidade e conexão entre lá e cá por meio da música do oeste africano, que rompe com a rigidez e fixidez do pertencer nacional para apresentar suas facetas em mobilidade física e simbólica.

Durante a abertura da mostra, às 9h30, será promovida, no auditório do MI, uma mesa de conversa com participantes convidados, contextualizando a concepção do projeto, seu desenvolvimento e sua execução. Além disso, os artistas irão realizar uma performance musical, introduzindo elementos importantes sobre a música do oeste africano que culminaram na exposição.

O projeto, que conta com parceria do Centro de Estudos de Cultura da Guiné, do Ministério Federal de Educação e Pesquisa da Alemanha e da Universidade de Colônia, ocupará a sala de exposições temporárias Hospedaria em Movimento até 31 de agosto de 2024.



Serviço

Inauguração Pertencimentos transnacionais: movimentos e ritmos na música africana
Data:
2 de junho, às 9h30
Local: sala de exposições temporárias Hospedaria em Movimento
Em cartaz até 31 de agosto de 2024

Museu da Imigração
Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 Mooca São Paulo/SP
CEP: 03164-300
Tel.: (11) 2692-1866
Funcionamento: de terça a sábado, das 9h às 18h, e domingo, das 10h às 18h (fechamento da bilheteria às 17h)
R$ 16 e meia-entrada para estudantes e pessoas acima de 60 anos | Grátis aos sábados e, todos os dias, para as crianças até 7 anos
Acessibilidade no local – Bicicletário na calçada da instituição – Não possui estacionamento

 

Programação Auditório

9h30 – Recepção dos convidados e demais presentes

10h – Início da mesa de abertura com convidados

  • Tilmann Heil (Mecila)
  • Karla da Costa (fotógrafa do projeto)
  • Aboubacar Sidibé (coordenador do Centro de Estudos de Cultura da Guiné)
  • Caio Fernandes (coordenador do projeto e da exposição)
  • Representante do Museu da Imigração

11h – Perguntas do público e interação com os convidados e artistas

11h40 – Apresentação dos artistas que compuseram o projeto: Zee Merveille, Aicha Traore, Damba Fode, Facinet Toure e Aboubacar Sidibé

12h – Visita coletiva à exposição Pertencimentos transnacionais: movimentos e ritmos na música africana

 




PARA ANUNCIAR CLIQUE E FALE COMIGO:


🇧🇷 SIGA O BLOGUEIRO OFICIAL DO BRASIL NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !


VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

Céu lança Novela

POLÍTICA: ‘Segurança cibernética eficiente depende da colaboração de todos’, diz Juscelino Filho em seminário com lideranças mundiais

Ferragamo Hug Bag

MODA: Podyh AW24

SOLIDARIEDADE: ‘Sábado Solidário’ arrecadas mais de 40 toneladas de doações

BELEZA: Favoritos do mês! Veja quais são os queridinhos do momento na Sephora

EVENTOS: Bazar da Cidade de inverno

ENTRETENIMENTO: Elenco de "No Rancho Fundo" prestigia Orquestra Ouro Preto e Carlinhos Brown na Praia de Copacabana