AUTOMÓVEIS: Ford anuncia o lançamento da nova F-150 2024 no Brasil no segundo semestre

Imagem
Foto: Divulgação A evolução constante é uma das características da linha, que está sempre inovando e antecipando as tendências do mercado.   A Ford anunciou o lançamento da nova F-150 2024 no Brasil no segundo semestre. A versão atualizada da picape, lançada no começo do ano nos Estados Unidos, traz aprimoramentos no design, na tecnologia e nos equipamentos para ampliar a sua liderança global no segmento.   Picape mais vendida da América do Norte há 47 anos consecutivos, a F-150 também está presente nos principais mercados do mundo, incluindo China, Ásia, Europa, Austrália, África e América do Sul. No Brasil, ela foi lançada há pouco mais de um ano e tornou-se um símbolo de robustez, segurança, conforto e sofisticação.   "A F-150 construiu sua liderança global porque é um produto que está constantemente evoluindo e inovando, sempre à frente das tendências e antecipando as necessidades do mercado", diz Martín Galdeano, presidente da Ford América do Sul. &qu

Levantamento aponta que 25% dos celulares comercializados no Brasil são irregulares

‍ ​​  
Associação do setor alerta para os riscos de segurança, qualidade e desempenho de celulares sem o selo da Anatel

 

A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) divulgou que 25% dos celulares comercializados no Brasil são irregulares, ou seja, não possuem homologação pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) – processo que garante a segurança, qualidade e desempenho dos dispositivos móveis.

 

A homologação certifica que os aparelhos atendem aos padrões técnicos e regulatórios exigidos para operar nas redes de telecomunicações brasileiras. Sem essa certificação, os celulares podem apresentar riscos aos consumidores, desde problemas de compatibilidade e desempenho até perigos à segurança, como risco de explosões, superaquecimento e radiação excessiva.

 

"O que atrai o consumidor para o chamado mercado cinza de celulares é o preço mais baixo, mas, sem a garantia de que o aparelho passou pelos testes de segurança necessários, isso configura um fator de risco. A homologação pela Anatel inclui uma série de verificações, como testes de capacidade técnica, desempenho, segurança elétrica, se os softwares são seguros para os usuários, entre outros", explica o vice-presidente de Telecomunicações da Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac), Kim Rieffel.

 

A comercialização de celulares não homologados também traz implicações econômicas e legais. Empresas que vendem esses dispositivos estão violando a legislação brasileira, o que pode resultar em multas e outras sanções. Além disso, a presença de produtos irregulares no mercado afeta negativamente os fabricantes e distribuidores que seguem as normas, contribuindo para a evasão fiscal e prejudicando a economia formal.

 

A Anatel desempenha um papel de proteção dos consumidores contra fraudes e produtos de baixa qualidade. "Ao adquirir um celular homologado, além da segurança garantida, há também a garantia do funcionamento do aparelho, podendo ser trocado em caso de defeito, resultando em um investimento confiável", concluiu Kim Rieffel.

 





PARA ANUNCIAR CLIQUE E FALE COMIGO:


🇧🇷 SIGA O BLOGUEIRO OFICIAL DO BRASIL NAS REDES SOCIAIS:



CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE NO CANAL "O BLOGUEIRO OFICIAL" DO YOUTUBE !



VEJA TAMBÉM:

CURIOSIDADES: Viralizou! Conheça Rayssa Buq, fenômeno das redes sociais

Rita Cadillac grava vídeo pornô com criador de conteúdo adulto Jefão

INTERNET: Nizam publica foto totalmente nu e choca a web

Victor Prado, ator de pornôs gay, se compara a Rodrigo Santoro e outros atores para afirmar heterossexualidade: "É apenas uma atuação", declara

Céu lança Novela

Ferragamo Hug Bag

CELEBRIDADES: Ex-BBB Nizam publica novo ensaio nu

POLÍTICA: ‘Segurança cibernética eficiente depende da colaboração de todos’, diz Juscelino Filho em seminário com lideranças mundiais

MODA: Podyh AW24

SOLIDARIEDADE: ‘Sábado Solidário’ arrecadas mais de 40 toneladas de doações